Galo garante devolução de dinheiro dos investidores e que empréstimos não terão juros e correção monetária

Valinor Conteúdo
LANCE!


O Atlético-MG esclareceu como está sendo a relação com seus parceiros comerciais, que tem ajudado o clube a fazer contratações neste período de pandemia do coronavírus.

O presidente Sérgio Sette Câmara garantiu que o Galo irá devolver os valores investidos pelos patrocinadores e que os pagamentos não terão correção monetária.

-O que vai acontecer quando você faz o investimento em um jogador como Marrony, em R$ 20 milhões, que veio através dos nossos parceiros? Eu vou devolver para eles exatamente os R$ 20 milhões, sem juros e sem correção monetária. Porém, o clube poderá ter um lucro enorme porque o valor do Marrony pode passar para até 7 milhões de euros. Então, nós estamos falando aí de R$ 42 milhões. Eu devolvo os R$ 20 milhões e o clube coloca R$ 22 milhões em caixa, sem falar no retorno técnico que o jogador pode dar. Eu estou falando do Marrony, do Alan Franco, do Léo Sena, do Guga, do Rabello, enfim. São muitos jogadores novos que vieram em uma condição boa, que vão nos ajudar tecnicamente e pode render para os cofres do Atlético valores elevadíssimos-explicou em entrevista à Rádio da Massa.

Com um gasto superando os R$ 50 milhões em aquisições de atletas no mercado, o Galo tem recebido aportes financeiros de Rubens Menin, dono da construtora MRV e também do ex-presidente do clube, Ricardo Guimarães, dono do Banco BMG.

Até o momento, já foram contratados o zagueiro Bueno, os volantes Léo Sena e Alan Franco e oos atacantes Marrony e Keno. E, nos próximos dias, pode anunciar o zagueiro Junior Alonso.








O presidente atleticano tem feito sua engenharia financeira para poder trazer e manter as contratações que estão sendo feitas, mesmo com a ajuda dos parceiros.

-O dinheiro que vem de nossos parceiros é para investimento em jogador, ele vem sem juros, sem correção monetária, vem para poder contratar jogador. Para trazer jogador começa a nossa engenharia aqui que é a parte da pobreza, vamos dizer assim. Para a gente trazer um jogador, a gente tem que tentar reduzir e tirar um, aí a gente tem que trabalhar a redução, o pagamento parcelado, enfim, uma série de questões que são feitas para a chegada desse atleta- completou.


Conselho Deliberativo emite nota sobre empréstimos de parceiros
O Conselho Deliberativo do Atlético-MG emitiu uma nota explicativa sobre como estão sendo feitos os aportes financeiros no clube para contratações, realizados pelos donos da MRV Engenharia, Rubens e Rafael Menin.

-Esses reforços de novos atletas são fundamentais para a qualificação de nosso elenco e propiciam, a um só tempo, uma expressiva melhora desportiva e a ampliação da possibilidade de expansão dos produtos do clube, incluindo a adesão de novos sócios, receitas adicionais com a comercialização de camisas, novos patrocínios e a própria valorização da marca Clube Atlético Mineiro- dizia nota.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também