Galo exerce o direito de compra e paga R$ 14,6 para ficar de vez com o lateral Guilherme Arana

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Atlético-MG exerceu o seu direito de compra e adquiriu em definitivo o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que estava emprestado pelo Sevilla, da Espanha, até 30 de junho.

Assim, o jogador assinou novo contrato até dezembro de 2024 com o Galo. O time mineiro detém a partir de agora 90% dos direitos econômicos do atleta, que custou R$ 14,6 milhões aos cofres alvinegros.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O valor é o mesmo que o Atlético pagou em 2020 ao Sevilla para ter o lateral por empréstimo. No contrato entre os clubes, o Galo era obrigado a comprar Arana em definitivo, pois ele jogou 60% das partidas como titular, como previa o contrato de empréstimo.

Calebe também fica

Além de Guilherme Arana, o Atlético irá adquirir outro jogador de forma definitiva. Se trata do meio de campo Calebe, que estava emprestado pelo São Paulo até o fim deste mês.

O jovem também assinará novo vínculo até fevereiro de 2024. O Galo já havia pago ao Tricolor R$ 400 mil ao São Paulo para comprar 70% dos direitos econômicos do meia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos