Gabriel Sara lamenta queda na Sula e pede paciência à torcida do São Paulo

LANCE!
·2 minuto de leitura


O jovem Gabriel Sara, de apenas 21 anos, poderia ter sido o herói do São Paulo na noite desta quarta. Entretanto, a equipe sofreu um gol do Lanús nos acréscimos do segundo tempo, e sua eliminação da Copa Sul-Americana foi sacramentada no Morumbi. Ao fim da partida, o meia pediu calma à torcida e disse não ter entendido o que aconteceu no duelo.

- Eles [torcedores] devem estar frustrados o tanto quando estamos, mas é inegável nossa entrega, não entendi até agora como tomamos o terceiro gol deles. Acredito que foi vista a entrega no jogo de domingo, contra o Flamengo, e no jogo de hoje. É difícil para o torcedor, mas peço que tenham paciência, porque ainda virão coisas boas nesse ano - afirmou o jogador, um dos destaques do São Paulo na insuficiente vitória, por 4 a 3, diante do Lanús.

Titular com o técnico Fernando Diniz, Gabriel Sara foi o responsável pelo cruzamento que originou o terceiro gol do São Paulo na partida, aos 43 minutos do segundo tempo. Na sequência, aos 45, o meio-campista recebeu passe açucarado de Daniel Alves e testou firme contra o gol adversário. Era a classificação assegurada para as oitavas de final da Sul-Americana e o status de salvador da noite no Morumbi.

O gol do Lanús, já nos acréscimos da etapa final, acabou com a festa são-paulina no Morumbi. Na visão de Sara, e também do técnico Fernando Diniz, a equipe pecou sobretudo no primeiro tempo, quando sofreu dois erros de erros individuais e coletivos e, por isso, precisou ir buscar o resultado nos 45 minutos finais.

- Acredito que a gente não entrou com o ritmo que deveria ter entrado, mas a gente consertou no segundo tempo, tanto é que tínhamos a classificação nas mãos e deixamos escapar", finalizou o jogador formado na base do clube.