Gabriel Santini lista seis lugares para praticar esportes em São Paulo

O influenciador Gabriel Santini, Dono da página "Sampa Dicas", lista seis lugares imperdíveis para a pratica de esportes em SP. (Divulgação)


Uma das qualidades da cidade de São Paulo é a sua variedade de roteiros e passeios interessantes, que costumam conquistar todo o tipo de público. Para os amantes de esportes não é diferente.

Falta de dinheiro e pouca paciência para frequentar uma academia não são desculpas para deixar a atividade física de lado. Além das clássicas alamedas do Parque do Ibirapuera, há outros espaços onde é possível praticar esportes sem pagar nada — ou gastando pouco.

O influenciador Gabriel Santini, dono da página "Sampa Dicas" que dá dicas de turismo em São Paulo, com mais de 2,1 milhões de seguidores, lista seis lugares imperdíveis para a pratica de esportes em SP, que vão desde o windsurfe ao sumo.

“Existem milhões de pessoas em São Paulo e muitas delas amam praticar esportes, muitas não querem ficar presas em uma academia, outras não dispõe de recursos financeiros para pagar aulas semanais” diz Gabriel.

A seguir veja os lugares listados por ele.

1. Windsurfe - Represa do Guarapiranga e Billings: A zona sul de São Paulo tem as represas Guarapiranga e Billings são cercadas por clubes e empresas que dão suporte na prática de esportes aquáticos como windsurfe, SUP, vela, canoa havaiana e kitesurf. Uma das empresas é a Team Brazil e a Tempo Windsurf.

2. Natação - Centro Educacional do Pacaembu: O Centro Educacional e Esportivo do Pacaembu, antes restrito aos moradores do bairro, passou a permitir o acesso à moradores de outras regiões de São Paulo. Para isso, basta realizar um exame médico e ter os documentos em mãos para ganhar a carteirinha que dá acesso à piscina olímpica de água aquecida. Há também quadra de tênis e de cooper.

3. Rugby - Centro Esportivo, Recreativo e Educativo do Trabalhador (CERET): É neste complexo na zona leste que o primeiro campo de rúgbi da cidade foi instalado, a Arena Paulista de Rugby. Lá, times masculinos, femininos e de cadeirantes praticam o esporte às terças e quintas-feiras. Para aprender o esporte, basta chegar no campo em um dos dias de treino, às 19h.

4. Corrida no parque - Ibirapuera, Villa-Lobos e Carmo: São Paulo tem parques espalhados em todas as regiões: do Ibirapuera, em Moema, o Villa-Lobos, no Alto de Pinheiros, Parque do Povo, no Itaim Bibi e o Parque do Carmo, em Itaquera, são os mais famosos. Todos oferecem ótimos espaços para corrida e caminhada, ciclismo, skate, basquete e vôlei. No Ibirapuera, por exemplo, é comum ver grupos que treinam Street Workout, uma modalidade que usa barras paralelas e fixas para realizar movimentos acrobáticos freestyle.

5. Rapel - Viaduto Sumaré: Fã de adrenalina? Sem problemas. No viaduto Sumaré, na estação Sumaré da linha verde do metrô, uma galera se reúne para praticar rapel aos domingos, onde também oferecem um curso rápido para os principiantes.

6. Sumô - Estádio Municipal Mie Nishi: O espaço no Bom Retiro é um reduto de esportes nipônicos na cidade. Além de oferecer aulas de beisebol e softbol, de segunda a sexta, das 14h às 17h, possui o único espaço exclusivo para o sumô fora do Japão. A prática pode ser realizada aos domingos, das 9h às 13h. As aulas são totalmente gratuitas e estão disponíveis à população inscrita no local.