Gabriel pode tirar proveito da Portuguesa

O Flamengo mostrou muita força na estreia da Copa Libertadores na última quarta-feira (8), quando goleou o San Lorenzo por 4 a 0 em pleno Maracanã. E um dos autores dos gols da vitória rubro-negra foi Gabriel, um velho conhecido da torcida. O jogador entrou já no segundo tempo, mas teve a oportunidade de balançar as redes e deixar a sua marca.

Números de Gabriel na Libertadores 2017:

Com a boa atuação apresentada, o atleta deve ganhar uma nova chance na partida contra a Portuguesa, no próximo sábado (11), no Raulino de Oliveira, uma vez que Zé Ricardo deve utilizar os reservas no duelo. E desta forma, Gabriel tem uma boa oportunidade para mostrar serviço e tentar convencer o técnico que deve seguir na equipe titular.

O adversário não poderia ser melhor. A Portuguesa até o momento não conseguiu vencer no Campeonato Carioca, acumulando três derrotas, dois empates, e registrando ainda a segunda pior defesa da competição, com 11 gols sofridos. Perde apenas para o Macaé, que soma 12.

Gabriel Flamengo Ponte Preta Brasileirão 07092016

Desta forma, Gabriel, que é o jogador que está há mais tempo no elenco profissional do Flamengo - desde 2013 -, pode até não encher os olhos da torcida com a sua técnica, mas não lhe falta entrega e correria onde quer que seja escalado. E a Lusa, apesar de ser um clube muito tradicional do Rio de Janeiro, é um time fraco, sem qualidade, e que o camisa 17 pode tirar proveito da situação.

Em busca de retomar a importância para o time, Gabriel tem a partida contra a Portuguesa uma boa aliada para ganhar uma nova oportunidade contra o Universidad Católica, pela segunda rodada da Libertadores, no próximo dia 15 de março.

Em quatro temporadas pelo rubro-negro, o jogador marcou 22 gols e, entre indas e vindas, foi titular cerca de 70% das partidas pelo clube, e já provou de sabores como o da zona de rebaixamento, em 2013 e 2014, mas também já conquistou títulos (Carioca e Copa do Brasil), além da disputa pelo Brasileiro 2016 com o Palmeiras. Nessa competição, em especial, foi importante no esquema de Zé Ricardo - terceiro colocado no Brasileirão.