Gabriel Medina embarca para Tóquio sem Yasmin Brunet e desabafa: 'Não estou indo 100%'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O surfista bicampeão do mundo Gabriel Medina embarcou nesta madrugada para Tóquio, onde vai lutar pelo ouro nos Jogos Olímpicos. Acompanhado da esposa até o aeroporto, o melhor atleta do surfe na atualidade afirmou que viaja com sentimento de que falta algo, após Yasmin não ser credenciada pelo COB para acompanhar o marido.

+ Veja a tabela do Brasileirão!

- É chato, não estou indo 100% - disse Medina, que foi 'repreendido' pela esposa, que garante que ele estará sim 100% em Tóquio.

- Ele vai estar 100%, com certeza absoluta. É o melhor ano dele, ele nunca teve um início de ano tão bom. Tudo está dando certo para ele conseguir esse ouro e para ele ser tricampeão (mundial de surfe) esse ano - disse Yasmin, ao 'Uol'.

Os brasileiros Gabriel Medina, Medina, Italo Ferreira, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima estarão entre os 40 atletas (20 homens e 20 mulheres) que vão disputar por medalhas na praia de Tsurigasaki, entre os dias 25 e 28 de julho. Caso o mar não esteja em condições para o surfe, a competição pode se estender até 1º de agosto.

Entenda a treta entre Medina e o COB
O bicampeão mundial de surfe criticou o Comitê Olímpico do Brasil (COB) por não autorizar a presença de sua esposa, Yasmin Brunet, na delegação que iria aos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em entrevista à CNN Brasil, o paulista afirmou que a entidade estava "dificultando" a ida da modelo. Ela o acompanha em todas as etapas do Circuito Mundial da WSL.

O COB informou que "há uma limitação de credenciais para as delegações, e a política do COB é de que os oficiais tenham funções estritamente técnicas". A entidade explicou que, "em virtude desta limitação, cada atleta do surfe terá acompanhamento de um profissional da área técnica com experiência comprovada".

A modelo Yasmin Brunet alegou, em uma rede social, que a entidade estaria apontando argumentações desencontradas e criticou quando a entidade permitiu que o marido de uma atleta do levantamento de peso, que é formado em educação física e treinador certificado, fosse considerado como parte do corpo técnico para viajar para os Jogos.

As limitações são impostas por causa da pandemia da Covid. Com o Japão fechado para os turistas comuns, colocar Yasmin como staff seria a única forma de Gabriel Medina conseguir levar a esposa. Ele já afirmou que a modelo vinha desempenhando essa função após seu padrasto, Charles deixar sua equipe, por supostos problemas familiares envolvendo a mãe de Medina e a esposa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos