Gabriel Medina critica novamente Comitê Olímpico por negar credencial a Yasmin Brunet

·1 minuto de leitura


Depois da fala de Yasmin Brunet após ser negada de uma credencial para acompanhar a Olimpíada de Tóquio ao lado de seu marido Gabriel Medina, foi a vez do surfista criticar o Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Medina destacou que outros representantes brasileiros do surfe também estão levando pessoas que não fazem parte das delegações para o Japão e que está se sentindo prejudicado.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- Eu realmente pedi que a Yasmin fosse comigo como os outros atletas do surfe também estão levando uma pessoa com eles. A gente tem o direito de escolher, e todos estão levando pessoas que não são treinadores, nem coachs, assim como a Yasmin também não é. Eu comecei o ano viajando com ela, e ela faz parte do meu staff, me acompanhando nas viagens - destacou o surfista em seus Stories do Instagram.

- Tentei entrar em contato várias vezes através dos meus representantes para saber porque essa regra é diferente comigo. Não quero um tratamento especial, não quero levar uma pessoa a mais, só quero viajar com uma pessoa que tem me ajudado de verdade - acrescentou o atleta.

- Por isso que estou me sentindo prejudicado. Liguei para o presidente, liguei para as pessoas de lá e ninguém conseguiu me ajudar com isso. Assim é o meu staff e assim vai continuar até o fim do ano - concluiu Gabriel Medina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos