Gabriel Jesus inferniza Carvajal, “expulsa” Sergio Ramos e tem sua maior noite europeia

Goal.com

A escalação de Pep Guardiola para o duelo contra o Real Madrid, o de ida pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, surpreendeu por algumas razões. Duas delas envolveram Gabriel Jesus, que foi titular e deixou Sergio Aguero no banco, mas atuou boa parte do tempo, especialmente sem a bola, na ponta-esquerda, enquanto o português Bernardo Silva foi um falso centroavante.

Atuar pelas pontas não é novidade para Jesus, que exerceu esta função em seus primeiros jogos pelo Palmeiras e também já atuou assim por seleção brasileira e pelo próprio City. Dentro do Bernabéu, não facilitou a vida de Carvajal, lateral-direito da equipe espanhola.

Mas não há dúvidas que a posição onde sente-se mais confortável é como referência de ataque. E foi justamente quando Guardiola fez, no segundo tempo, alterações no time, recolocando Gabriel como atacante mais avançado, que o jogador decidiu a favor dos ingleses, que venceram por 2 a 1 de virada dentro do Santiago Bernabéu.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
GFX Gabriel Jesus Real Madrid 26 02 2020
GFX Gabriel Jesus Real Madrid 26 02 2020
Gabriel Jesus antes e depois da entrada de Sterling: como centroavante, decidiu no Bernabéu (Imagem: Opta Sports)

Todos os gols aconteceram no segundo tempo: Isco abriu para o Real Madrid, aproveitando assistência de Vinícius Júnior, que antes ainda havia recuperado a posse de bola.

A superioridade apresentada até então não havia sido suficiente para o City, mas aí Sterling, que se recuperava de lesão, entrou no lugar de Bernardo Silva e passou a ocupar o flanco esquerdo de ataque. Foi também por ali que o belga Kevin De Bruyne deu uma linda assistência para Gabriel Jesus, aos 78’, empatar de cabeça. De Bruyne virou o jogo logo depois, convertendo pênalti sofrido por Sterling.

Leia também: City inicia luta para reverter suspensão da UEFA

Mas Gabriel Jesus voltou a aparecer com destaque, sofrendo a falta que culminou no cartão vermelho dado ao zagueiro Sergio Ramos, que desta forma fica suspenso para o duelo de volta, que será realizado em 17 de março no Etihad Stadium. Uma baixa e tanto para os espanhóis.

No jogo em que infernizou a defesa madridista, decidindo com gol e ainda tirando Sergio Ramos do tabuleiro, Gabriel Jesus chegou a 18 gols contando todas as competições desta temporada. Nenhum brasileiro balançou as redes mais vezes.

“Não existe jogador no mundo igual a ele. Quando corre pela ponta é muito difícil pará-lo. Escolhemos ele porque ele abre muito o campo, já que com Varane, Ramos, Casemiro e Valverde é muito difícil partir para o choque. Mas tenho certeza que o Zidane e sua equipe irão ver o que fizemos, vão tomar nota e tentarão nos surpreender”, elogiou Guardiola após o jogo.

Leia também