Gabriel fala da importância de Mancini para o Corinthians: 'Nosso craque é o sistema de jogo'

LANCE!
·3 minuto de leitura


O Corinthians vem em um ótimo momento no Campeonato Brasileiro, com vitórias consecutivas e invencibilidade e boa parte do mérito desta ascensão é de Vagner Mancini, que "achou" um sistema e acabou melhorando individualmente alguns jogadores, como Gabriel, que é abertamente um dos entusiastas do treinador desde a sua chegada, no início de outubro.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Relembre 20 momentos mais marcantes do Corinthians na década

Em entrevista coletiva virtual na manhã desta terça-feira, o volante falou da importância de Mancini em todo esse processo de recuperação do Timão no Brasileirão, além do papel que o comandante teve em sua melhora individual, que permitiu seu retorno à titularidade e a possibilidade de executar uma função mais ofensiva, chegando no ataque como um "elemento surpresa".

- O Mancini e a comissão técnica vêm me ajudando bastante nesse aspecto, me dando mais liberdade para jogar, ter mais participação na construção, de parte ofensiva da equipe, não só na defensiva, é lógico que é característica de time, de companheiro que está do lado, de treinador também... Agora, com esse esquema que estamos jogando, consigo chegar de trás como elemento surpresa fazendo algumas jogadas de gol, de assistência, então estou muito feliz com isso, de poder contribuir com a equipe, e pode ter certeza que o Mancini e a comissão dele são fatores principais desse crescimento, não só meu, mas da equipe na competição - analisou o camisa 5 do Alvinegro.

Gabriel acredita que o grande mérito de Vagner Mancini foi ter encontrado um sistema de jogo que permite que o time seja competitivo contra qualquer adversário, como foi contra São Paulo, Goiás e Botafogo, rivais de níveis e características distintas, e que foram derrotados pelo Corinthians. Com isso, a equipe se encontrou no campeonato e hoje vislumbra objetivos maiores. Para o volante, esse sistema de jogo é o "craque do time" na competição.

- Acho que o Mancini acabou encontrando um sistema de jogo, não só para uma partida, porque a gente estuda bastante o adversário para saber os pontos fortes, para poder neutralizar, explorar também os aspectos negativos dos adversários. Isso vem tendo uma efetividade muito grande nessa nossa retomada. Um exemplo foi a maneira com que nós jogamos contra o São Paulo, e a maneira com que nós jogamos com o Goiás e com o Botafogo, porque são estilos de jogo diferentes e a equipe se enquadrou de uma maneira inteligente. Nós conversamos que o nosso craque não é um jogador ou outro, mas sim o nosso sistema de jogo, o Corinthians sempre foi dessa maneira, com sistema de jogo bem definido e bem competitivo, sem a bola marcando forte, com a bola com personalidade para jogar - disse o meio-campista antes de completar:

- Nós nos encontramos no campeonato, acredito que em um tempo propício para um objetivo maior dentro da competição, isso é importante destacar, que ainda faltam muitos jogos, muitos pontos em disputa, nós estamos num crescimento passo a passo, jogo a jogo, brigando por coisas maiores. Então a equipe vem numa confiança muito grande, isso vem tendo resultado, porque futebol também é resultado, e a performance dentro de campo tem nos ajudado a nos dar confiança para poder sonhar com algo maior - concluiu.

O Corinthians volta a campo apenas no dia 13 de janeiro, quando enfrenta o Fluminense, ás 21h30, na Neo Química Arena, pela 29ª rodada do Brasileirão-2020. Atualmente, o Timão está na nona posição na tabela com 39 pontos, cinco atrás do Palmeiras, primeiro clube na zona de classificação para a Liberta.