Gabigol é denunciado pelo MP de São Paulo por crime contra saúde pública ao aglomerar em cassino clandestino

LANCE!
·1 minuto de leitura


O atacante Gabriel Barbosa, do Flamengo, foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por crime contra saúde pública após participar de aglomeração de cerca de 200 pessoas em um cassino clandestino na madrugada do último domingo, na Zona Sul da capital. A informação é do jornal "EXTRA".

Processado pelo crime previsto no artigo 268 do código penal, de desrespeitar medida do poder público para evitar a propagação de doença contagiosa, Gabigol terá de pagar 100 salários-mínimos ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). O gerente e os funcionários do local responderão também por realização de jogos de azar, que é uma contravenção penal.

>> Veja a tabela do Campeonato Carioca


Gabigol foi flagrado em um cassino clandestino em São Paulo no último domingo e conduzido à Delegacia do Crime contra a Saúde Pública. Em entrevista à TV Globo, o camisa nove rubro-negro admitiu que lhe faltou "sensibilidade" ao aglomerar em meio a pandemia do novo Coronavírus e afirmou não costumar frequentar cassinos.