Futuro de Leandrão no Vasco está nas mãos de Milton; Patrocínio renovado

Com o fim da participação do Boavista no Campeonato Carioca o atacante Leandrão foi devolvido ao Vasco. O jogador, de 33 anos, tem vínculo com o Cruz-Maltino até o fim do ano, mas a sua permanência no plantel vai depender exclusivamente da vontade do técnico Milton Mendes, que ganhou carta branca do departamento de futebol para analisar a situação do atleta.

Leandrão hoje não seria visto como titular no Vasco, principalmente depois da contratação de Luis Fabiano, que chegou a São Januário com status de ídolo. No próprio banco de reservas teria que disputar posição com outros jogadores, como Thalles e Muriqui, ambos que parecem contar com mais simpatia dos torcedores do que o veterano artilheiro.

Nos bastidores do clube há quem dê como certo que o jogador será mais uma vez emprestado a algum outro clube até terminar seu contrato com o Vasco. Neste cenário o próprio Boavista já deixou avisado ao Cruz-Maltino que teria interesse em voltar a contar com o jogador para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. A estreia do Verdão de Saquarema (RJ) está previsto para 21 de maio, diante da Caldense-MG.

Nos próximos dias Leandrão terá seu caso analisado pela comissão técnica e decidido pela diretoria. O jogador tem passagem por grandes clubes do futebol brasileiro, como Botafogo, Ponte Preta, Sport e Vitória. Ele foi revelado nas categorias de base do Internacional. Esse ano, pelo Boavista, disputou 11 partidas, mas marcou apenas um gol. 10

Dentro de campo o Vasco segue se preparando para a final da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, neste domingo, às 16h(de Brasília), contra o Botafogo no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). A definição do time do Vasco que vai a campo acontecerá nos últimos treinos da semana, mas Milton Mendes poderá contar com o atacante Luis Fabiano. O jogador teria que cumprir suspensão imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) por conta de sua expulsão no empate por 2 a 2 com o Flamengo. Porém, o departamento jurídico do Vasco conseguiu um efeito suspensivo para que o Fabuloso possa jogar até que o recurso impetrado pelo clube seja julgado, o que só deverá acontecer daqui a duas semanas por conta dos feriados no Brasil em abril.

CAIXA ECONÔMICA: A diretoria do Vasco chegou a um acordo com a Caixa Econômica Federal para a renovação do contrato de patrocínio até dezembro. Pelo acordo, o clube carioca, que vai estampar a marca do banco público em sua camisa, vai receber R$ 11 milhões. Além disso, um bônus de R$ 1 milhão será oferecido ao Cruz-Maltino em caso de conquista do título do Campeonato Brasileiro. O acordo é visto como muito importante pela diretoria vascaína no sentido de melhorar os investimentos no departamento de futebol com a chegada de reforços, além de auxiliar na manutenção dos pagamentos em dia da folha salarial, que ganhou um aumento considerável com a chegada de nomes como o de Luis Fabiano, do lateral-direito Gilberto e do meia Wagner, todos que estavam atuando fora do país.