Futebol, talento e contribuição: Richarlison, o craque que não esqueceu das durezas da vida

Antonio Mota
90min

O brasileiro Richarlison segue brilhando na Europa. Agora, além de ser reconhecido pelo seu futebol – 41 partidas, 15 gols e 4 assistências no calendário 2019/20 –, ele também se sobressaiu pelo o que fez fora das quatro linhas, com o prêmio “Community Champion”, da Associação de Jogadores Profissionais da Inglaterra, que é entregue ao atleta que mais se destacou em ações beneficentes ao longo do ano.

"Estou muito orgulhoso de receber esse reconhecimento. Desde o início da minha carreira, propus emprestar minha voz a causas realmente importantes para mim e para a minha comunidade. Todos nós que jogamos nas principais ligas e temos algum espaço na mídia temos uma grande responsabilidade social. E isso não pode ser apenas palavras, precisamos agir cada vez mais para ajudar e tentar mudar a realidade das pessoas", comentou o brasileiro.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
"Precisamos agir cada vez mais para ajudar e tentar mudar a realidade das pessoas", diz Richarlison.
"Precisamos agir cada vez mais para ajudar e tentar mudar a realidade das pessoas", diz Richarlison.

Ex-Fluminense, Richarlison cresceu em uma realidade difícil e hoje, apesar de viver uma outra realidade, ainda tem consciência de que a vida não é fácil, principalmente para quem vive em situação de vulnerabilidade. “Eu não tinha praticamente nada na infância e, de repente, posso ter quase tudo. Então eu dou valor, penso no futuro. Não vou comprar um carrão. Invisto em imóvel, em outras coisas para o futuro", disse o atacante, em entrevista ao O Globo, no começo do ano.

Ciente das dificuldades, o atacante tem se engajado cada vez mais em ações sociais. Recentemente, ele participou da instituição de caridade do Everton – seu clube – e também encaminhou 500 cestas básicas para Nova Venécia, sua cidade natal, no Espirito Santo. O craque também tem participado de ações de combate ao novo coronavírus.


Richarlison, seja pelo o que diz ou pelo o que faz, tem se mostrado cada mais vez mais como um exemplo para milhões de pessoas e ainda um jogador diferente de vários outros – especialmente, mas não exclusivamente, dos brasileiros –, que, embora tenham passado por uma trajetória semelhante, não se colocam à frente de ações e muitas vezes se isentam de questões sociais. Hoje, com apenas 23 anos, o ex-Flu é 'choque' para outras estrelas.    


Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.



Leia também