Futebol no Brasil deve voltar em breve, diz Governo - mas estados estão divididos

Goal.com

Podemos ter futebol em breve no Brasil? Para o governo federal, com certeza. De acordo com Carlos da Costa, secretário especial de Produtividade, Emprego e Competividade do Ministério da Economia, o estado já está conversando com a CBF para uma retomada mais rápida das competições.

"Estamos conversando com a CBF e com os clubes para garantir que os protocolos sejam adequados. Será em breve." declarou o secretário, em entrevista concedida ao O Globo.

O problema é que ainda não há consenso entre vários dos principais estados da federação. Cada um está seguindo uma programação diferente, e tende a prorrogar ou não o isolamento social dependendo de indicadores particulares para cada lugar.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Assim, parece improvável, mesmo com as afirmações do governo, que as principais competições do futebol brasileiros consigam retornar tão cedo. O plano que está sendo criado não preveria grande eventos esportivos: todos os duelos seriam realizados sob portões fechados.

Mesmo assim, essa possibilidade só seria concretizada caso governos estaduais afrouxassem o isolamento social: o protocolo atual seguido por boa parte dos municípios e estados do Brasil não prevê a realização de eventos esportivos, grandes ou pequenos, durante a quarentena.

O estado de São Paulo e seu governador João Dória (PSDB), por exemplo, já criou um plano de afrouxamento da quarentena, que começaria neste próximo dia 11 de maio. Mesmo assim, ele seria realizado por etapas, e um acordo precisaria ser costurado para que fosse permitido a realização de partidas de futebol. Mesmo caso com Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul.

Romeu Zema (NOVO), em Minas Gerais, é outro que já tem planos em vista para começar a flexibilizar o isolamento social. Mesmo assim, segundo o plano elaborado pelo governador, a realização de partidas de futebol estaria prevista apenas para o segundo semestre. 

No entanto, estados ainda divergem: Wilson Witzel (PSC), no Rio de Janeiro, e Rui Costa (PT), na Bahia, são dois dos governantes que devem prorrogar o isolamento social. No estado do Nordeste, ainda não há qualquer previsão de retomada, ao passo que em terras fluminenses, Witzel deve anunciar a manutenção da quarentena nesta segunda-feira (27).

Leia também