Futebol feminino: EUA vence Austrália (4-3) e fica com o bronze

·1 minuto de leitura
A atacante dos EUA, Megan Rapinoe (esq.) comemora com a zagueira Kelley O'Hara após vencer a Austrália e conquistar o bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 no Ibaraki Kashima Stadium em Kashima, em 5 de agosto de 2021

Os Estados Unidos fecharam sua participação no torneio feminino de futebol dos Jogos de Tóquio-2020 com a conquista da medalha de bronze: as americanas venceram a Austrália por 4-3 em Kashima, onde as veteranas Carli Lloyd e Megan Rapinoe foram decisivas com dois gols cada.

As duas veteranas acabaram com o sonho da Austrália, que pela primeira vez em sua história lutou pelo bronze, metal inédito para as americanas.

Dos quatro ouros da seleção americana feminina em Olimpíadas, Lloyd participou das conquistas em Pequim-2008 e Londres-2012 (nessa última com Rapinoe).

Megan Rapinoe, que não havia sido titular contra a Holanda nas quartas de final (2-2 e 4-2 nos pênaltis) e nas semifinais contra o Canadá (derrota de 1-0), jogou desde o início no ataque contra a Austrália e mostrou sua qualidade.

Aos 8 minutos, ela abriu o placar com um gol olímpico. Samantha Kerr empatou (17), mas a própria Megan Rapinoe respondeu em seguida com outro golaço, chutando de primeira após uma falha da defesa australiana (21).

Carli Lloyd ampliou pouco antes do intervalo (45) e logo no início do segundo tempo (51).

A Austrália reagiu e diminuiu por meio de Caitlin Foord (54) e Emily Gielnik no final (90).

djm/psr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos