Furacão faz valer o mando nas semifinais e bate o Londrina

O Atlético Paranaense fez sua lição de casa na partida de ida das semifinais do Campeonato Paranaense 2017 e bateu o Londrina por 2 a 1, na Arena da Baixada. Com o resultado, o Rubro-Negro vai agora ao norte do Estado precisando apenas de um empate para garantir seu lugar na decisão.

O Furacão precisou de 13 minutos de jogo para abrir a contagem, com Nikão, que aproveitou cruzamento para desviar no cantinho, de cabeça, e balançar a rede. Aproveitando contra-ataque, João Pedro ampliou, aos 37 minutos. No segundo tempo, Yaya, aos 29 minutos, descontou.

As duas equipes voltam a se encontrar no estádio do Café, em Londrina, em data e horário ainda a serem confirmados pela Federação Paranaense de Futebol.

O jogo – A partida começou mais truncado, com o Furacão, mesmo com muitas mudanças, mantendo mais a posse de bola e esperando por um erro para entrar da defesa alviceleste. Aos seis minutos, Nikão fez o cruzamento e Thiago Heleno desviou de cabeça por cima da meta. Na sequência, Jonathan sentiu uma lesão muscular e foi substituído por Cascardo. Péssima notícia para o técnico Paulo Autuori, já pensando na Libertadores.

O Tubarão tentou sua primeira chegada aos 12 minutos, cm Ayrton arriscando de longe, nas mãos de Santos. Porém, aos 13 minutos, Nicolas cruzou baixo, mas Nikão conseguiu o desvio de cabeça no cantinho para abrir a contagem. Bem fechado atrás, o Rubro-Negro esperava para contra-atacar, situação que melhorou após o gol. Aos 23 minutos, Grafite serviu João Pedro, que ficou na cara do gol e bateu para fora.

Atlético no ataque, aos 28 minutos, com Eduardo da Silva pegando sobra de bola e arrematando no travessão. Na sequência, cruzamento para Nikão, de carrinho, mandar pela linha de fundo. Em uma rara chega do Londrina, aos 37 minutos, Celsinho chutou a bola foi para fora. Mas, no troco, João Pedro aproveito contra-ataque em velocidade para fazer o segundo do Furacão.

Depois do intervalo, os times voltaram sem novas mudanças, com exceção de Paulo Autuori, que foi expulso pela arbitragem. Logo aos cinco minutos, mais um lesionado no Furacão, Matheus Rosseto, que saiu para a entrada de Luiz Otávio. Aos sete minutos, Cascardo cruzou forte, mas Grafite não conseguiu completar. Celsinho tentou resolver sozinho, aos nove minutos, mas foi travado no momento do arremate.

Nikão fazia mais uma grande partida e, aos 15 minutos, arriscou mais um chute para boa defesa de Cesar, que cedeu escanteio. O Tubarão melhorou um pouco e tentava diminuir o prejuízo. Aos 18 minutos, Ayrton cruzou na área, ninguém aproveitou e, do outro lado, Igor Bosel desperdiçou. Aos 24 minutos, Gava cobrou escanteio e Marcondes subiu para testar pela linha de fundo.

O Tubarão conseguiu diminuir aos 29 minutos, com Yaya Banhoro, aproveitando cruzamento de Ayrton para, no segundo pau, chutar cruzado para a rede. O gol animou o Londrina. Aos 33 minutos, Gava chutou de longe, à direita da meta. O Atlético tentou responder com João Pedro, que pegou sobra de bola e César fez grande defesa.

ATLÉTICO-PR 2 X 1 LONDRINA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 16 de abril de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Fábio Filipus

Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta

Cartões amarelos: Eduardo da Silva, Deivid e Grafite (Atlético-PR); Igor Bosel e Yaya (Londrina)

Gols

ATLÉTICO-PR: Nikão, aos 13 minutos e João Pedro, aos 37 minutos do primeiro tempo

LONDRINA: Yaya, aos 29 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (Cascardo), Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Deivid e Rossetto (Luiz Otávio); Nikão, João Pedro e Eduardo da Silva (Yago); Grafite

Técnico: Paulo Autuori

LONDRINA: César; Igor Bosel, Marcondes, Matheus e Ayrton; Germano, França (Rafael Gava), Robinho (Marcinho) e Celsinho; Yaya e Brandão (Paulo Rangel )

Técnico: Cláudio Tencati