Furacão encara o San Lorenzo fora de casa para se recuperar de tropeço

Depois de ceder o empate na primeira rodada da fase de grupos da Libertadores da América para a Universidad Católica, do Chile, o Atlético Paranaense vai para sua primeira partida fora de casa, diante do San Lorenzo, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires. Os argentinos também buscam a reabilitação após tomarem 4 a 0 na estreia diante o Flamengo.

O técnico Paulo Autuori não poderá mais uma vez repetir a escalação do Furacão. Isso porque Carlos Alberto, que sentiu o tornozelo diante dos chilenos, foi vetado e não viajou com a delegação. Felipe Gedoz deve seguir entre os titulares. No ataque, em compensação, Grafite, que cumpriu suspensão automática, está de volta ao time.

O comandante rubro-negro, que conhece muito bem os maiores desafios da competição, sabe da dificuldade de jogar no país vizinho, mas acredita que com as lições aprendidas nas últimas partidas a equipe entrará em campo tranquila e competitiva na busca de um bom resultado. “Qualquer equipe argentina é muito complicada. Só não podemos cometer os erros que cometemos. Certamente, não cometeremos novamente”, alertou.

A derrota por goleada na estreia diante do Flamengo deu uma nova conotação ao primeiro jogo em casa para o San Lorenzo. Se fazer a lição de casa já era algo importante na competição, a gora se tornou fundamental, com cara de decisão. Entretanto, com a paralização do campeonato local, os argentinos vão apenas para sua terceira partida na temporada, ainda buscando melhor ritmo e entrosamento. O técnico Diego Aguirre fez algumas modificações na partida do final de semana diante do Belgrano e agora pode usar essa base para montar a escalação.

FICHA TÉCNICA

SAN LORENZO X ATLÉTICO PARANAENSE

Local: Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires

Data: 15 de março de 2017, quarta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)

Assistentes: Christian Lescano (Equador) e Ricardo Baren (Equador)

SAN LORENZO: Torrico; Paulo Díaz (Corujo), Angeleri, Coloccini (Caruzzo) e Montoya (Paulo Díaz); Mussis, Belluschi, Néstor Ortigoza e Cerutti; Botta e Blandi (Bergessio).

Técnico: Diego Aguirre.

ATLÉTICO PARANAENSE: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González e Felipe Gedoz, Nikão. Grafite e Pablo.

Técnico: Paulo Autuori