Funcionando em potência total, ataque do Flamengo mostra que reforços precisarão 'suar muito'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


As grandes apresentações ofensivas sob o comando de Renato Gaúcho já estão virando rotina. Na noite de quarta-feira, no Mané Garrincha, teve gols de Bruno Henrique e Gabi, grandes lances de Everton Ribeiro, assistência de Arrascaeta... O Flamengo venceu por 5 a 1 e está garantido nas semifinais da Libertadores.

Tudo isso no mesmo dia em que o Flamengo anunciou Kenedy e aproximou-se de Andreas Pereira. A atuação diante do Olímpia confirmou que os reforços terão que "suar muito" para conquistarem espaço no ataque do Rubro-Negro.

Impulsionados por Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol - autores de 46 dos 101 gols do Flamengo na temporada -, o Flamengo reencontrou a sintonia sob o comando de Renato Gaúcho. E o apetite por gols e mais gols também voltou.

Desde julho, em 11 partidas com o novo comandante, são 10 vitórias, um empate e 36 gols marcados. Um média absurda de 3,2 gols pró por jogo, o que comprova o funcionamento do setor ofensivo do Flamengo em total potência.

Mais do que os gols, o ataque está mostrando o apetite que marcou as históricas campanhas desde 2019. Contra o Olímpia, com o confronto já resolvido no Mané Garrincha, foi possível ver Gabigol cobrindo a subida de Rodinei e dando carrinho no campo ofensivo. Everton Ribeiro e Bruno Henrique também deram suas contirbuições defensivas quando preciso, assim como Arrascaeta. O mesmo é esperado dos atletas que entram durante o jogo.

E assim será com Kenedy, vindo do Chelsea, e Andreas Pereira, que está prestes a ter o empréstimo ao Flamengo confirmado pelo Manchester United. Os dois jovens vêm ao Flamengo em busca da sequência de jogos que não tiveram nos respectivos clubes ingleses, mas terão que suar muito para as conquistarem.

Após o jogo no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, o técnico Renato Gaúcho falou sobre a busca da diretoria do Fla por reforços e a concorrência no elenco.

- É difícil falar que não tem mais espaço no grupo. Independentemente do elenco, todo reforço é bem-vindo. Quanto mais forte o grupo, mais chance teremos de conquistar. O Kenedy vai ser muito bem-vindo, conheço de 2014 no Fluminense, estava na Europa e tem muita qualidade - afirmou o comandante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos