Frieza ou diplomacia? Reencontro com Rogério Ceni 'divide opiniões' no Cruzeiro

Nathália Almeida

​No próximo sábado (26), ​Cruzeiro e ​Fortaleza se enfrentam em Belo Horizonte, partida válida pela rodada 28 do Brasileirão 2019. Importante demais para a parte de baixo da classificação, o duelo entre mineiros e cearenses também chama atenção por reservar o reencontro entre Ceni e seu ex-clube, onde passou um pouco mais de um mês, mas não construiu grandes recordações. Muito pelo contrário, na verdade.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Rogerio Ceni
Rogerio Ceni

Entre maus resultados acumulados e relação bem turbulenta nos vestiários, o jovem comandante não deixou saudade na Toca da Raposa, se despedindo após somente oito jogos disputados e 33% de aproveitamento total. Como destaca o ​Globoesporte, o reencontro entre treinador e ex-clube foi tema de entrevistas coletivas ao final da rodada 27, gerando respostas bastante curiosas de ambos os lados.


Perguntado sobre a sensação de 'esbarrar' novamente com o Cruzeiro, Ceni contemporizou, afirmando que "enfrentar o Cruzeiro é como enfrentar qualquer outro grande clube da Série A". Seus ex-jogadores, no entanto, foram mais a fundo nas respostas sobre o tema: Robinho e Thiago Neves, veteranos do elenco celestes, opinaram.


"O reencontro é normal. A gente também foi enfrentar o Mano Menezes logo depois. Faz parte do futebol. Com certeza eu vou dar um abraço no Rogério antes do jogo. Se alguém não vai? Ih, aí tem que perguntar para cada um. Mas eu, cumprimentar, sim", afirmou Robinho.


Thiago Neves
Thiago Neves

A mesma 'abertura' sinalizada por Robinho não foi adotada por Thiago Neves, que falou sobre o assunto em tom bem mais formal: "Eu vou encarar com muito respeito, a gente respeita o profissional (...) Não tem porquê dar abraço. A gente não faz isso nem com o Abel, nem com o Renato Gaúcho", citando profissionais que foram seus treinadores no Fluminense.

Leia também