Tottenham goleia Bournemouth e mantém aberta a briga pelo título inglês

Londres, 15 abr (EFE).- O Tottenham atropelou neste sábado o Bournemouth, em casa, goleando por 4 a 0, e reduziu provisoriamente a diferença para o Chelsea, líder isolado do Campeonato Inglês, que visita amanhã o Manchester United, para quatro pontos, em dia de vitória também do Manchester City, sobre o Southampton.

No estádio White Hart Lane, o volante belga Mousa Dembélé abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo, pouco antes de o atacante sul-coreano Heung-Min Son ampliar, aos 19. Na etapa complementar, aos 3, o centroavante inglês Harry Kane ampliou, e aos 47, foi a vez do atacante holandês Vincent Janssen dar números finais ao duelo.

Esta foi a sétima vitória consecutiva dos 'Spurs' no Campeonato Inglês, sendo que, na última rodada, a equipe já havia goleado por 4 a 0, em duelo com o Watford.

Com o resultado, o Tottenham chegou aos 71 pontos, em 32 jogos disputados, enquanto o Chelsea está com 75, em 31 partidas realizadas até o momento, antes do duelo no estádio Old Trafford, com o Manchester United, de José Mourinho.

O Bournemouth, por sua vez, segue estacionado nos 35 pontos, ocupando o 15º lugar, sete pontos acima da zona de rebaixamento para a segunda divisão.

O Manchester City deu grande importante para se garantir na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa, ao vencer o Southampton por 3 a 0, fora de casa, em jogo com todos os gols marcados no segundo tempo.

O placar do duelo foi aberto aos 10 minutos da etapa complementar, pelo zagueiro belga Vincent Kompany. Aos 32, foi a vez do meia-atacante alemão Leroy Sané balançar as redes, e, aos 35, o atacante argentino Sergio Agüero deu números finais ao duelo.

Com o resultado positivo, a equipe do volante Fernandinho, que ficou 90 minutos em campo, chegou aos 64 pontos, subindo provisoriamente para a terceira colocação, ultrapassando o Liverpool, que visitará amanhã o West Bromwich. Os dois times, neste momento, tem os mesmos 32 jogos.

O Southampton, por sua vez, viu as chances de conquistar vaga na próxima edição da Liga Europa ficarem ainda mais remotas. A equipe está no nono lugar, com 40 pontos.

O Everton, que, atualmente, estaria garantindo classificação para o segundo torneio em importância do Velho Continente, bateu hoje o Burnley por 3 a 1, em casa, chegando assim aos 57 pontos, mas em 33 partidas realizadas, número maior que os principais concorrentes.

O zagueiro inglês Phil Jagielka abriu o placar aos 4 minutos do segundo tempo, mas, pouco depois, aos 7, o atacante galês Sam Vokes deixou tudo igual. O zagueiro inglês Ben Mee, fez contra, e desempatou aos 26, três minutos antes de o atacante belga Romelu Lukaku dar números finais ao duelo.

O Watford, do goleiro brasileiro Gomes, praticamente eliminou as chances de cair para a segunda divisão, ao derrotar, em casa, o Swansea, antepenúltimo colocado, por 1 a 0 e chegar aos 40 pontos. O gol isolado da partida foi marcado pelo volante francês Etienne Capoue.

Outro que ficou em situação mais confortável foi o Stoke City, que venceu o Hull City por 3 a 1, chegando aos 39 pontos. O meia austríaco Marko Arnautovic, o centroavante inglês Peter Crouch e o meia suíço Xherdan Shaqiri marcaram os gols do time da casa.

Atual campeão nacional e quadrifinalista da Liga dos Campeões, o Leicester empatou com o Crystal Palace, fora de casa, em 2 a 2, e chegou aos 37 pontos. O zagueiro alemão Robert Huth e o atacante inglês Jamie Vardy marcaram para os 'Foxes'. O meia francês Yohan Cabaye e o atacante belga Christian Benteke fizeram os gols do time londrino.

O placar foi o mesmo da igualdade entre o lanterna Sunderland, cada vez mais próximo do rebaixamento, com 21 pontos, e o West Ham, outra equipe que chegou aos 37 pontos e está perto de escapar da queda para a segunda divisão. EFE