Fredericks renuncia cargo nos Jogos Olímpicos de 2024

Frankie Fredericks se torna réu em investigação e compra de votos na Rio-2016 AFP

Após deixar a força-tarefa da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), responsável pela investigação do escândalo de doping da Rússia, o ex-velocista Frankie Fredericks renunciou, nesta terça-feira, ao cargo de chefe da Comissão Avaliadora das candidaturas de Paris e Los Angeles para sediar os Jogos de 2024. O namibiano é suspeito de receber propina em um possível esquema de compra de votos da eleição que elegeria a cidade-sede dos Jogos de 2016. A denúncia foi realizada na última semana pelo jornal francês Le Monde.

A Comissão de Ética no Comitê Olímpico Internacional (COI) investiga pagamentos realizados a uma empresa ligada à Fredereicks três dias antes do pleito que colocaria a 31ª edição dos Jogos Olímpicos na Cidade Maravilhosa.

O ex-atleta negou qualquer irregularidade e alega que deixa seu cargo no COI pelo 'melhor interesse do processo de candidatura olímpica'. A entidade aceitou o pedido de Frankie e colocou em seu lugar Patrick Baumann, secretário geral da Federação Internacional de Basquete (Fiba).

- Eu decidi pessoalmente que é do melhor interesse de um bom funcionamento do processo de candidatura olímpica que eu renuncie como chefe da comissão avaliadora de 2024, porque é essencial que o importante trabalho dos meus colegas seja visto como carregado de verdade e justiça - disse Fredericks.

O dono de quatro pratas olímpicas afirmou que segue como membro do COI, mas que não pretende participar da apresentação das candidatas a sediar os Jogos de 2024. O evento ocorrerá em julho, em Lausanne. A sessão de 13 de setembro, em Lima, responsável pela eleição da cidade-sede, também não deve contar com a presença de Frankie.

Fredericks também se suspendeu do cargo de chefe da Comissão de Coordenação do COI para os Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires-2018. A organização aceitou a decisão e apontou como chefe interna da comissão a chinesa Lingwei Li.










E MAIS: