Fred se desdobra, mas revés no Maraca expõe o quanto ataque do Fluminense tem que evoluir

Vinícius Faustini
·2 minuto de leitura


O Fluminense encerra a temporada de 2020 ainda com o gosto de ressaca pela seca de três jogos sem vitórias sob o comando de Marcão. Contudo, o bom desempenho de Fred na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no Maracanã, traz um misto de alento e de desconfiança para os primeiros dias de 2021, quando a equipe precisará da força do camisa 9 na reta final do Brasileirão-2020.

Diante de um cenário que se mostrou desafiador para o Tricolor das Laranjeiras, o veterano chamou para si a responsabilidade de conduzir as ações do setor ofensivo. Após a formação com Michel Araújo, Wellington Silva e Marcos Paulo não conseguir trazer chances concretas, Fred desdobrou-se entre o papel de artilheiro e de garçom.

> VEJA A TABELA E FALA UMA SIMULAÇÃO DE JOGOS DO BRASILEIRÃO

O camisa 9 aproveitou o cochilo de Gabriel Sara na saída de bola e deu chute fulminante, com raiva, para voltar a deixar o Fluminense em igualdade de ações com o líder São Paulo. E mesmo quando a equipe voltou a ficar em desvantagem, o centroavante teve perspicácia para servir seus companheiros.

Com 77% dos passes certos, superioridade nas jogadas aéreas (venceu cinco das seis bolas disputadas) e equilíbrio em duelos rasteiros (venceu três dos seis, de acordo com dados do SofaScore Brazil), a vivência de Fred é um caminho para o Fluminense reagir. No entanto, por mais que o atacante tenha se empenhado, falta encontrar novas alternativas nas Laranjeiras para manter a eficácia tricolor em um bom nível.

Fred ajeitou com o peito e permitiu conclusão de Yago Felipe. Depois, lançou Caio Paulista, que desperdiçou uma chance claríssima na reta final. Na última tentativa do camisa 9, ele viu Miguel esbarrar em sua pontaria. O técnico Marcão reconhece que ainda falta uma sintonia para que o setor ofensivo transforme as conclusões em gols.

- Gosto da posse de bola, mas com objetividade e infiltração. Isso que estamos tentando buscar. Hoje foi melhor, quando furamos a linha adversária fomos mais objetivos, e é isso que vamos buscar - declarou o técnico Marcão, em entrevista coletiva.

Aliar a objetividade de seus jogadores velozes ao maior poder de fogo de Fred se torna crucial para que o Fluminense, enfim, inicie 2021 virando a página da seca de vitórias atual no Campeonato Brasileiro.