Fred pode rescindir nesta quarta-feira; Flu monitora e Mário admite: 'Faremos de tudo para repatriá-lo'

Joel Silva
LANCE!
Fred pode receber novamente a camisa do Flu das mãos de Mário Bittencourt (Foto: Divulgação)
Fred pode receber novamente a camisa do Flu das mãos de Mário Bittencourt (Foto: Divulgação)

A quarta-feira pode ser decisiva para o reencontro de Fred com o Fluminense. Está marcado para esta tarde, a reunião entre o Cruzeiro e o atacante, que pode sacramentar a rescisão de contrato do jogador com o clube. O vínculo atual é até dezembro. Na primeira reunião que aconteceu na segunda-feira, as partes não entraram em acordo. O clube mineiro propôs uma redução salarial, porém o valor não agradou ao atleta. Por conta disso, a tendência é de que aconteça o distrato.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

O Fluminense acompanha o desenrolar da história de forma bem atenta, já que tem o interesse público em repatriar o jogador. No entanto, a volta de Fred se tornou uma questão de tempo, já que o amigo Egídio, ex-companheiro de Cruzeiro, entregou na coletiva de apresentação que o atacante "quer muito voltar e que faltariam detalhes". Após a declaração do lateral-esquerdo, o presidente Mário Bittencourt, afirmou, mais uma vez, que espera o desfecho da situação com o Cruzeiro, mas deixou claro que o Tricolor não fará loucuras.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

- O que o Fred disse ao Egídio eu já sei tem tempo. O Fred em 2015 recusou uma proposta da China grandiosa. Que ele tem um carinho, um amor enorme pela instituição, eu não tenho dúvidas. A possível chegada de Fred não vai fazer o clube tirar os pés do chão. Não trabalho com teto salarial, mas sim com teto de folha. O Fred só retornará ao clube se ele entender que o Fluminense está em reconstrução e vai precisar da ajuda e da compreensão dele.

O mandatário tricolor fez questão ainda de ressaltar que não iniciou nenhum tipo de negociação com o Fred, respeitando o contrato em vigor do atacante com o Cruzeiro. Entretanto, admitiu de forma clara, que a partir do momento que o jogador estiver livre, fará de tudo para repatriá-lo.

- Eu sei o sonho do torcedor e do nosso também, mas não há nenhuma conversa com ele, sequer valores discutidos. Ele tem contrato até o fim de 2020 e eu respeito a condição do Cruzeiro. Não conversamos com jogadores sem tratar primeiro com o clube. O caso do Hudson por exemplo, eu liguei para o presidente do São Paulo. Ele, resolvendo tudo por lá, faremos de tudo para repatriá-lo, dentro das nossas possibilidades. É o clube que tem a maior história na carreira dele e, se ele entender o momento, porque ele é um pilar na reconstrução do clube, a gente vai fazer um projeto, inclusive para ele encerrar a carreira aqui - finalizou.

Terceiro maior artilheiro da história do Fluminense com 172 gols, Fred chegou ao Tricolor em 2009. Pelo clube foi bicampeão Brasileiro (2010 e 2012) conquistou um Carioca (2012) e o título da Primeira Liga (2016). Saiu em 2016 para defender o Atlético-MG e em 2018 retornou ao Cruzeiro.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também