Fred inicia sua luta para mostrar que tem poderio ofensivo atemporal


Por mais que o Fluminense ainda lide com as indefinições em torno dos bastidores do Campeonato Carioca, o elenco tricolor já ganhou um motivo a mais para sorrir em tempos tão turbulentos. Querido da torcida atacante Fred se juntou ao elenco no Centro de Treinamento Carlos Castilho na última sexta-feira. Mas este é só o primeiro passo para confirmar que cair nas graças novamente da torcida tricolor.

Vindo com a responsabilidade de ser um dos pilares da equipe, o centroavante terá um trabalho árduo pela frente. Afinal, seu 2019 foi para esquecer no Cruzeiro e, para completar, o início de temporada com saída conturbada da Raposa lhe custou meses sem ritmo de jogo.

As lembranças de um Fluminense vitorioso tornarão a exigência dos tricolores redobrada e, por render alerta do adversário, o jogador de 36 anos já é marcado de perto.

O cenário dentro do Tricolor também vai solicitar uma dose de desafios do atacante. O "Don Fredón" se deparará uma concorrência acirrada com Evanílson, jovem curiosamente visto como "novo Fred" pela torcida tricolor. Além disto, o elenco traz Caio Paulista e Wellington Silva, que tornam ainda mais intensa a concorrência na área.

Cabe ao jogador, ter a motivação semelhante à que Odair Hellmann apresentou no primeiro treino presencial após a paralisação de 97 dias causada pela pandemia do novo coronavírus. O comandante esbanjou confiança tanto no centroavante quanto em seu elenco.

- Espero que a cada dia a gente possa fazer melhor com a segurança de todos e que os jogadores possam progredir na parte física e técnica. Os jogadores chegaram ainda buscando um melhor movimento, um melhor ritmo e necessitam de tempo - disse.

Por isto, a vez de Fred garantir que sua qualidade e seu poderio ofensivo são atemporais.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também