Fred emociona no Fluminense, faz primeiro gol do ano e retoma dias de protagonismo a três meses do adeus

·4 min de leitura
Fred é o maior artilheiro isolado da Copa do Brasil, com 37 gols (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)


Fred está colecionando diversas "últimas vezes" na carreira ao longo de 2022. A última estreia, a última Libertadores, em breve a última vez que pisará no gramado do Maracanã. Mas há também espaço para primeiras vezes, como o primeiro gol marcado na atual temporada. Ou para ainda mais recordes. Ao garantir a vitória do Fluminense sobre o Vila Nova por 3 a 2, o atacante se tornou o maior artilheiro isolado da história da Copa do Brasil. Para um jogador que tantas vezes já foi decisivo, essa parece ter um sabor especial.

+ ATUAÇÕES: Ganso, Cano e Fred são destaques em vitória do Fluminense; veja as notas!

Muito mais do que apenas pelo recorde individual, algo que Fred já deixou claro nem ser a prioridade. Balançar a rede encerra um jejum de 14 jogos sem marcar, o maior período com a camisa do Flu. Foram 146 dias entre o gol contra o Internacional pelo Brasileirão de 2021 e a bola na rede diante do Vila Nova. Muito tempo para quem está a dois gols de chegar ao de número 200 com a camisa que o fez ser ídolo e inesquecível na história do futebol.

Fred vinha "seco" para marcar um gol. Entendendo que já está muito atrás dos companheiros em termos físicos, o jogador segue se dedicando para ser importante taticamente ou na reta final das partidas. Quando balançou a rede ao seu melhor estilo, foi abraçado por todos os companheiros, celebrou junto com a torcida, se abaixou e beijou o escudo. Ainda deu tempo de correr e dar um abraço no técnico Abel Braga, um de seus maiores apoiadores nesses últimos momentos.

Veja a tabela da Copa do Brasil

- Para mim, é motivo de muito orgulho. Não entrei no jogo com esse peso, minha família que me cobra muito isso. "Vai, vai fazer o gol". Já tenho a pressão de ganhar todos os jogos, de entrar bem, de analisar o que está faltando para o nosso time. O que aconteceu no final foi Deus me dando algo que eu nem mereço. Foi especial por dar a vitória e mais especial ainda por me tornar o maior artilheiro de uma competição tão grande como a Copa do Brasil - disse após o jogo.

- Para centroavante, o gol é bom. Estou desfrutando cada momento, mas não perdi a vontade de fazer gol, de ganhar jogos, isso está em mim, de competir, de brigar, de mudar um jogo. Quando parar e estiver jogando futevôlei, bicicleta, vou querer ser o primeiro, vou querer ganhar. É o que corre na veia. Mas o que traz paz mesmo são as vitórias. E graças a Deus ela veio - completou.

Além de maior artilheiro da Copa do Brasil com 37 gols, deixando Romário, com 36, para trás, Fred também é o maior goleador da história do Brasileirão de pontos corridos (157 gols). É o segundo maior do Fluminense (198 gols), do Campeonato Brasileiro (157 gols) e também o vice-artilheiro brasileiro na Libertadores (25 gols). Números que só começam a traçar a dimensão do que está muito perto de acabar. A data já está marcada, faltam pouco mais de três meses. Dia 21 de julho essa história terá seu fim.

De acordo com o "SofaScore", Fred teve 19 minutos em campo. Ele deu uma finalização no alvo (a do gol), sete toques na bola, acertando três deles. Ganhou um duelo no alto, perdeu a posse duas vezes, cometeu duas faltas e fez uma interceptação. Ao lado de Paulo Henrique Ganso, entrou para mudar completamente o rumo de uma partida que se encaminhava para ser um vexame do Fluminense dentro de casa.

Falta cada vez menos para Fred pendurar as chuteiras. Se em 2022 o camisa 9 estava distante daquilo que a torcida se acostumou a ver, nesta noite de Copa do Brasil o ídolo parece ter voltado à velha forma. A de decisivo. O Fluminense abriu uma vantagem mínima na terceira fase e tenta se reequilibrar em meio ao desgaste pela maratona. Fica de bom a sinergia entre camisa 9 e arquibancada já tão conhecida.

O confronto de volta entre as duas equipes acontece apenas no próximo dia 11, às 21h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. No próximo sábado, o Flu faz nova partida no Rio de Janeiro, recebendo o Internacional às 19h pela terceira rodada do Brasileirão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos