Fred, do Cruzeiro para o Fluminense: dívidas aceleram saída do centroavante

E Fred pode estar próximo de retornar ao Fluminense. O centroavante, bicampeão brasileiro com o clube das Laranjeiras, não tende a reduzir seus vencimentos de 800 mil mensais para se adequar ao novo teto salarial do Cruzeiro e deve ser liberado.

A razão pela qual Fred não está disposto a reduzir seu salário? As dívidas.

O Cruzeiro não pagou nenhum mês de direito de imagem ao atleta, desde o início de tal vínculo, em janeiro de 2019. Além disso, luvas e comissão também não foram quitadas completamente. Segundo o UOL Esporte, Fred não deve entrar na Justiça contra o clube, mas essas pendências devem fazer com que o jogador não aceite a redução de salário.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Fred Cruzeiro 2019
Fred Cruzeiro 2019

Assim, a tendência é que o Cruzeiro e Fred acertem uma rescisão amigável: o centroavante ficaria livre no mercado. E o principal interessado em seu futebol é o Fluminense. Mário Bittencourt, presidente do Tricolor e amigo pessoal do atacante, já entrou um contato com o seu estafe e as conversas devem esquentar assim que Fred for liberado.

Ídolo, o centroavante foi um dos grandes nomes de um dos momentos mais gloriosos da história do Fluminense, mas teria que se adequar a outra realidade: hoje o Tricolor carioca passa por maus lençóis e tenta se recuperar financeiramente. Os primeiros indícios, no entanto, parecem ser positivos.

Caso chegue no Fluzão, Fred seria o terceiro atleta dispensado pelo Cruzeiro a reforçar o Tricolor, depois de Henrique e Egídio. O Tricolor estreia na temporada neste próximo domingo (19), às 19h, contra o Cabofriense, pelo Campeonato Carioca. Já a Raposa inicia o seu 2020, em meio ao caos generalizado, diante do Boa Esporte, pelo Campeonato Mineiro, nesta quarta-feira, dia 22.

Leia também