Francesa Cornet diz que ainda está preocupada com tenista chinesa Peng Shuai

·1 min de leitura
Tenista chinesa Peng Shuai durante partida no Aberto dos Estados Unidos em 2014

MELBOURNE (Reuters) - A tenista francesa Alize Cornet disse que ainda está preocupada com a tenista chinesa Peng Shuai, e quer mais transparência sobre a situação da ex-número um do mundo em duplas.

O bem-estar de Peng se tornou um fator de preocupação entre a comunidade mundial de tênis e grupos de direitos humanos quando ela pareceu acusar um ex-vice-premiê chinês, Zhang Gaoli, de tê-la abusado sexualmente no passado.

A Associação de Tênis Feminino (WTA, na sigla em inglês) suspendeu torneios na China por conta de temores com a sua segurança e disse que as aparições públicas da tenista chinesa não esclarecem ou aliviam as preocupações.

Peng disse no mês passado que nunca havia acusado ninguém de ter abusado sexualmente dela, e que uma publicação sua nas redes sociais havia sido mal-entendida.

Zhang não comentou o assunto.

"Eu ainda estou um pouco preocupada com ela", disse Cornet após a derrota para Naomi Osaka na primeira rodada no Melbourne Summer Set nesta terça-feira.

"Eu preciso dizer que essa situação ainda me deixa desconfortável, e que eu não sei como ela está", afirmou. "Eu realmente não sei mais o que pensar. Eu não sei onde está a verdade e onde estão as mentiras."

(Reportagem de Hritika Sharma em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos