França vence a Suécia (4-2) e avança invicta ao 'Final 4' da Liga das Nações

·2 minuto de leitura
Olivier Giroud marcou duas vezes na vitória da França por 4-2 sobre a Suécia na Liga das Nações
Olivier Giroud marcou duas vezes na vitória da França por 4-2 sobre a Suécia na Liga das Nações

Já classificada para o 'Final 4' a França, atual campeã mundial, fechou sua participação na fase de grupos da Liga das Nações com uma vitória por 4 a 2 sobre a Suécia, resultado que fez com que os 'Bleus' terminassem invictos no grupo A3.

Viktor Claesson colocou os suecos na frente logo no início do jogo, aos 4 minutos. Mas antes do intervalo os franceses já haviam virado o placar com gols de Olivier Giroud (16) e Benjamin Pavard (36).

Giroud voltou a marcar no segundo tempo (59) e os suecos diminuíram a dois minutos do fim, por meio de Robin Quaison (88). Mas nos acréscimos Kingsley Coman decretou a vitória de 4 a 2 (90+5).

Com esta derrota, a Suécia terminou em último no grupo A4 e caiu para a Liga B ao ficar com um saldo de gols pior que o da Croácia, ambos com três pontos, depois que os croatas perderam por 3 a 2 para Portugal na outra partida da chave.

Classificada desde sábado passado, após vencer Portugal em Lisboa (1-0), os atuais campeões do mundo queriam encerrar a fase de grupos da Liga das Nações com uma nova vitória em casa, embora não houvesse espectadores no Stade de France.

Mas os suecos abriram o placar numa jogada em que os franceses não tiveram muita sorte, primeiro porque Paul Pogba não conseguiu afastar um cruzamento da direita e depois porque o chute de Claesson tocou em Raphaël Varane e enganou Hugo Lloris (4).

Os 'Bleus' reagiram rapidamente e após uma primeira chance de Giroud, com uma cabeçada afastada por Robin Olsen, o centroavante do Chelsea empatou mandando para as redes após receber um cruzamento da esquerda de Marcus Thuram (16).

- Suécia rebaixada -

Vinte minutos depois, após boa jogada de Thuram, o corte de um zagueiro sobrou no lado direito da área, de onde Pavard acertou um chute cruzado e voltou a superar Olsen (36).

Os franceses ainda tiveram outra chance antes do intervalo para ampliar o placar, mas Olsen conseguiu defender um chute cheio de veneno de Adrien Rabiot (39) com a ponta dos dedos.

No segundo tempo, com Kylian Mbappé em campo depois de se recuperar dos problemas físicos, os jogadores de Didier Deschamps ampliaram após um cruzamento do atacante do Paris Saint-Germain que Giroud cabeceou (59).

Robin Quaison diminuiu a dois minutos do fim (88), mas Kingsley Coman garantiu a vitória sobre os nórdicos nos acréscimos.

mcd/dr/aam