França precisava de um ótimo Mbappé e conseguiu, diz técnico Deschamps

Kylian Mbappé comemora gol na vitória da França sobre a Polônia

Por Steve Keating

DOHA (Reuters) - Olivier Giroud marcou um gol histórico para a França em sua vitória por 3 x 1 sobre a Polônia na Copa do Mundo neste domingo, mas foram os dois golaços de Kylian Mbappé que deixaram o Estádio Al Thumama em festa e o técnico Didier Deschamps encantado pela grandeza de seu atacante.

O gol recorde de Giroud foi mais cirúrgico do que sensacional, mas veio quando a França precisava marcar.

Tendo dominado o primeiro tempo, os atuais campeões do mundo pareciam estar indo para o intervalo sem nenhuma recompensa até os 44 minutos, quando Mbappé passou para Giroud, que colocou no fundo da rede para anotar seu 52º gol pela França e passar Thierry Henry como o maior artilheiro do país em todos os tempos.

"A aventura continua", disse Giroud. "Tínhamos dito no vestiário que para viver uma experiência tão grande precisávamos estar unidos, sermos um só. Minha esposa e meus filhos estão aqui, assim como meus amigos de infância, é um sonho de infância que se realiza superar Titi (Henry)", acrescentou.

"Agora está feito, estou deixando isso para trás e minha obsessão é ir o mais longe possível com esta equipe".

No segundo tempo, foi o show do Mbappé com dois gols magníficos que selaram a eliminação da Polônia.

"Ele (Mbappé) fala no campo de futebol", disse o técnico francês Deschamps. "Ele mesmo sabe disso, mas pode mudar uma partida em apenas um momento. Ele está sempre jogando com muita alegria", acrescentou.

"A França precisava de um grande Kylian Mbappé hoje à noite e conseguiu",

Em seu primeiro gol, Mbappé soltou um míssil de dentro da área que entrou no alto do gol, sem chances de defesa para o goleiro Wojciech Szczesny.

Com o estádio ainda em êxtase, Mbappé enlouqueceu os torcedores com um chute em curva que entrou no ângulo.

Foram o quarto e quinto gols do atacante no Catar, e Mbappé tornou-se o primeiro jogador a marcar nove gols em Copa do Mundo antes de seu 24º aniversário, tendo marcado tantos gols quanto o argentino Lionel Messi, de 35 anos.

Mbappé, que marcou quatro vezes na campanha da França para a vitória na Copa do Mundo na Rússia há quatro anos, fará 24 anos dois dias após a final no Catar.

Esse foi o segundo jogo no Mundial que Mbappé balançou as redes duas vezes, tendo marcado dois gols também contra a Dinamarca, posicionando-se como favorito para ganhar a Chuteira de Ouro como artilheiro da Copa do Mundo.

Mas Mbappé disse que ganhar a Copa do Mundo concentra toda a sua atenção, não qualquer outro troféu.

"O único objetivo para mim é ganhar a Copa do Mundo", disse Mbappé. "A única coisa que eu sonho é isto. Vim aqui para ganhar esta Copa do Mundo, não vim aqui para ganhar uma Bola de Ouro ou a Chuteira de Ouro", afirmou.

"Claro que se eu ganhar vou ficar feliz, mas não é por isso que estou aqui".