França diz que explosão no Rally Dakar "talvez" seja ataque terrorista

·1 min de leitura

PARIS (Reuters) - A explosão que aconteceu embaixo de um veículo francês envolvido no Rally Dakar na Arábia Saudita na semana passada pode ter sido um ataque terrorista, afirmou o ministro das Relações Exteriores da França nesta sexta-feira.

"Pedimos que os organizadores e as autoridades sauditas sejam muito transparentes sobre o que aconteceu, pois havia a hipótese de que teria sido um ataque terrorista", afirmou Jean-Yves Le Drian à BFM TV e à rádio RMC nesta sexta-feira.

"Talvez tenha havido um ataque terrorista com o Rally Dakar como alvo."

Seus comentários devem provavelmente aborrecer o governo da Arábia Saudita, cujo departamento de Segurança Pública havia dito no dia primeiro de janeiro que "os procedimentos para reunir evidências não descobriram suspeitas criminais".

As autoridades sauditas não responderam a perguntas da Reuters sobre o incidente ou sobre a investigação francesa, e não responderam imediatamente a um pedido por comentários da Reuters na sexta-feira.

Procuradores franceses disseram na terça-feira que haviam aberto uma investigação de terrorismo sobre o assunto.

A explosão, que feriu gravemente um dos competidores do rally, atingiu um veículo de apoio pertencente à equipe francesa Sodicars pouco após ele sair de seu hotel em Jeddah para a rota da corrida, de acordo com relatos da equipe e dos organizadores da prova.

(Reportagem de John Irish, Benoit Van Overstraetene Sudip Kar-Gupta)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos