Fortalecida após susto, Dinamarca vence Gales e vai às quartas da Euro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nas décadas de 1980 e 1990, a Dinamarca era uma espécie de segunda seleção para aqueles que não fossem dinamarqueses. Um fenômeno cult construído a partir de grandes campanhas na Eurocopa e na Copa do Mundo, que teve seu auge com o título europeu em 1992.

Na atual edição da Euro, após superar o drama vivido com a parada cardíaca de Christian Eriksen, a equipe revive aquele espírito que a tornou tão querida entre os apaixonados por futebol.

Neste sábado (26), a Dinamarca venceu País de Gales por 4 a 0, em Amsterdã, e se classificou às quartas de final da Eurocopa. Kasper Dolberg (2), Joakim Maehle e Martin Braithwaite marcaram os gols do triunfo.

Os dinamarqueses esperam o vencedor de Holanda x República Tcheca para conhecerem o adversário na próxima fase.

Em 1992, quando foram convidados a disputar o torneio no lugar da Iugoslávia e terminaram campeões, enfrentaram os holandeses na semifinal, com vitória nos pênaltis. Marco van Basten, herói do título da Holanda em 1988, desperdiçou sua penalidade.

A classificação nesta Euro segue o roteiro mais improvável de toda a competição.

Logo na estreia contra a Finlândia, em Copenhague, o mundo do futebol foi surpreendido com a parada cardíaca de Eriksen, que caiu no gramado e precisou ser reanimado, ainda no campo, por uma equipe médica. Levado ao hospital, realizou exames e passou por cirurgia para a colocação de um desfibrilador cardíaco.

O jogo foi temporariamente suspenso, mas após contato virtual de Eriksen com seus companheiros, dinamarqueses e finlandeses retornaram dos vestiários para finalizar a partida.

Abalados, os donos da casa perderam um pênalti e foram surpreendidos pela estreante Finlândia, que venceu por 1 a 0.

Na segunda rodada da fase de grupos, a seleção chegou a abrir o placar diante da Bélgica, mas sofreu a virada para uma das favoritas ao título e foi derrotada por 2 a 1.

A classificação só veio no terceiro e último confronto, com a Rússia. A goleada por 4 a 1 fez com que a Dinamarca, mesmo somando apenas três pontos, se classificasse como uma das melhores terceiras coloradas da Euro.

Neste sábado, os dinamarqueses não tiveram muita dificuldade para superar País de Gales. Aos 27 minutos do primeiro tempo, Dolberg recebeu passe de Damsgaard, carregou até a entrada da área e finalizou colocado, no canto, para abrir o placar.

Semifinalistas da Euro em 2016, os galeses mostraram muita dificuldade de gerar oportunidades e agredir a Dinamarca após ficarem em desvantagem.

Logo aos 3 da etapa final, Dolberg anotou seu segundo no jogo. Braithwaite arrancou pela direita e cruzou rasteiro, Williams tentou afastar o perigo da área e acabou entregando no pé do camisa 12 dinamarquês, que dominou e chutou forte para ampliar.

A equipe ainda chegou a mais dois gols no fim do confronto. Com a defesa galesa exposta, Jensen lançou Maehle, que dominou livre na direita da área, limpou para o meio e finalizou para anotar o terceiro, aos 43. Nos acréscimos, Braithwaite deixou o seu e completou a goleada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos