Formado em Economia, faixa-preta de Jiu-Jitsu deixa para trás o mercado financeiro para dar aulas em Miami


Não é novidade que o Jiu-Jitsu brasileiro é uma das artes marciais mais ensinadas pelo mundo. Há décadas, muitos lutadores decidiram deixar o Brasil para disseminar a arte suave pelo mundo, principalmente nos Estados Unidos. Esse é o caso do faixa-preta Marcelo Herz, ex-aluno do mestre Sergio Bolão.

Após ter uma formação acadêmica em Economia na UERJ e ter trabalhado por anos no mercado financeiro, Marcelo decidiu ter o Jiu-Jitsu, até então um hobby, como seu sustento. Por isso, em 2017, se mudou para os Estados Unidos e abriu uma filial da academia Rilion Gracie na cidade de Miami.

"Viver do Jiu-Jitsu em um país novo foi um desafio muito grande, mas uma importante mudança de estilo de vida, já que o jiu-jitsu é, sem dúvida, uma das formas mais eficazes de mudar a vida das pessoas. Hoje, além de ser dono de duas academias, sou instrutor, competidor, administrador e principal responsável por organizar e capacitar atletas dentro da Associação Rilion Gracie USA", explicou.

Herz é professor da academia Rilion Gracie em Miami
Herz é professor da academia Rilion Gracie em Miami

Herz é professor da academia Rilion Gracie em Miami (Foto: arquivo pessoal)

Com a experiência de ter participado de muitos campeonatos de Jiu-Jitsu, com resultados expressivos, entre eles o título do Mundial Master do peso-pesado, em 2020, além de medalhas de ouro na faixa-roxa, em 1996, terceiro lugar do mundial na faixa-marrom, além de títulos Brasileiros, Marcelo tem como objetivo formar novos lutadores e ajudar ainda mais no crescimento do esporte.

"A academia Rilion Gracie Doral hoje é referência na qualidade de ensino da nossa cidade, tendo sido premiada como a melhor academia de artes marciais de Doral. Hoje temos 250 alunos, entre adultos e crianças, e nosso foco principal é dar seguimento a filosofia de ensino do mestre Rilion Gracie, tendo sempre o bem-estar dos alunos como principal objetivo", completou.