Fora do Estadual, Grêmio descarta folga e marca treino no fim de semana

JEREMIAS WERNEK

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Eliminado na semifinal do Campeonato Gaúcho, o Grêmio não terá descanso na programação. Depois de enfrentar o Guaraní-PAR na próxima quinta-feira (27), pela Taça Libertadores, o time terá treinamento no final de semana. A programação também mantém a concentração antecipada, instaurada há um mês.

O duelo com o time paraguaio na Arena do Grêmio, às 21h45, será válido pela quarta rodada do grupo 8 da Libertadores. Os jogadores iniciarão a concentração logo após o treino desta terça (25) à tarde.

A concentração será antecipada, modelo que foi adotado pela primeira vez em 23 de março, antes do jogo diante do Juventude. Com a vitória por 4 a 0, Renato Gaúcho ganhou ainda mais argumentos para manter o regime. Foi assim nos últimos oito jogos.

Fora da decisão do estadual pelo segundo ano consecutivo, o Grêmio não dará folga aos jogadores. O elenco terá de se reapresentar no sábado (29) e domingo (30), às 9h30, para duas atividades no CT Presidente Luiz Carvalho.

Na segunda-feira (1º), o Grêmio tem treinamento marcado para às 9h05. Já às 10h45, o elenco tricolor embarca rumo ao Chile, onde na quarta-feira (3) enfrentará o Deportes Iquique pela Libertadores.

FOLGAS

A concessão de folgas foi uma das maneiras de Renato Gaúcho gerir o grupo em suas outras passagens pelo Grêmio. Em 2010 e 2013, o treinador falava abertamente que em caso de vitória o dia de descanso era um prêmio extra ao elenco.

Neste ano, Renato aumentou a concentração e em mais de uma vez cobrou o elenco pela queda de produção em campo. Na vitória em cima do Iquique no último dia 11, o treinador usou a expressão 'nana neném' ao questionar o segundo tempo. Na mesma entrevista, falou em 'soninho' e chegou a cogitar ampliar o regime no hotel para três dias; ação não se confirmou.

Na semana passada, os titulares foram ao Paraguai, mas só três deles foram usados no empate por 1 a 1 com o Guaraní. Os demais jogadores, sequer no banco de reservas do Defensores del Chaco ficaram. A decisão foi sustentada como parte de um plano maior para preservação física visando a semifinal do Estadual.