Fora de casa, Operário supera o Botafogo no encerramento da Série B

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Pela 38ª Rodada da Série B do Brasileirão, Botafogo-SP e Operário jogaram na cidade de Ribeirão Preto, mais precisamente no estádio Santa Cruz, e o time de Ponta Grossa saiu vitorioso pelo marcador de 1 a 0. O placar no interior do estado de São Paulo elevou o Fantasma para a oitava posição com 57 unidades conquistadas enquanto o Bota ficou com 34 em penúltimo lugar, cinco pontos adiante do Oeste.

>Como foram as campanhas de Botafogo e Operário na Série B

ATITUDES SALVADORAS

Apesar de bastante movimentada no sentido da dedicação física das duas equipes, o confronto não era farto em oportunidades mais claras de gol. Porém, quando elas apareceram, as ações dos goleiros Igor e Thiago Braga além da ação providencial de Jordan foi determinante para o placar no interior paulista passar boa parte do primeiro tempo sem ser modificado.

No lance mais incrível desse período, o Fantasma veio trabalhando quase que apenas com toques de primeira e, ao entrar na área, Fábio Alemão soltou um petardo na diagonal que o zagueiro do Botafogo tirou com o pé direito quase em cima da linha.

O FARO DO CENTROAVANTE

Se os arqueiros (e até mesmo o zagueiro) estavam sendo os "vilões" até então, nem mesmo eles conseguiram resistir a uma finalização forte e certeira de Ricardo Bueno. Depois de Jordan ter errado o passe na saída de bola do Bota, o rodado centroavante limpou para a perna esquerda e bateu forte, no alto, não dando qualquer oportunidade para que Igor alcançasse.

BAIXOU O RITMO

Com exceção de uma cabeçada espetacular em escanteio vindo do lado direito do ataque onde Wallison Maia só não igualou a contagem porque Thiago Braga fez uma defesa monumental, a partida transcorreu na etapa complementar com a correria de ambos os lados sem muita efetividade em volume de oportunidades.

O momento que naturalmente tornou o compromisso mais "agitado" acabou sendo a sequência de lances onde, no intervalo de três minutos entre os 21 e os 24, o meio-campista paraguaio Jiménez tomou dois cartões amarelos e deixou o time do interior paranaense com um jogador a menos até o fim do compromisso.

A superioridade numérica conduziu o Botafogo a fazer um esforço final na busca pelo empate, porém a questão técnica e também física já bem desgastada mantiveram o resultado inalterado.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-SP 0 x 1 OPERÁRIO - 38ª RODADA DA SÉRIE B

Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data e horário: 29 de janeiro de 2021, às 19h15
Árbitro: Thayslane de Melo Costa (FIFA-SE)
Assistentes: Ailton Farias da Silva (CBF-SE) e Vanessa Santos Azevedo (CBF-SE)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Marlon, Victor Bolt, Jonata Machado (BOT) / Fábio Alemão, Jiménez, Diego Cardoso (OPE)
Cartões vermelhos: Jiménez (OPE)

GOLS: Ricardo Bueno (37'/1°T) (1-0)

BOTAFOGO-SP (Técnico: Samuel Dias)

Igor; Marlon, Jordan, Walisson Maia e Guilherme Romão (Martinelli, aos 18'/2°T); Victor Bolt (Edgar, aos 43'/2°T), Jonata Machado (Caetano, aos 35'/2°T), Matheus Índio e Matheus Anjos (Emerson, aos 35'/2°T); Ronald (Wesley Souza, aos 34'/2°T) e Dudu.

OPERÁRIO (Técnico: Matheus Costa)

Thiago Braga; Fábio Alemão (Thomaz, aos 11'/2°T), Bonfim, Ricardo Silva e Reniê; Leandro Vilela, Pedro Ken (Douglas Santos, aos 27'/2°T), Marcelo e Jean Carlo (Jiménez, aos 11'/2°T); Rafael Oller (Diego Cardoso, aos 36'/2°T) e Ricardo Bueno (Schumacher, aos 36'/2°T).