Fluminense vira, aumenta crise no Flamengo e conquista a Taça Guanabara



" />

Com gols de Germán Cano e Gabriel Pirani, o Fluminense venceu o Flamengo de virada, no Maracanã, por 2 a 1, e garantiu o primeiro lugar da tabela da Taça Guanabara. Mais do que "roubar" a posição que foi do rival durante quase todo o turno do Carioca, o resultado confirma o bom momento tricolor. Por outro lado, aumenta ainda mais a pressão em cima do Rubro-Negro de Vítor Pereira.

A virada do Fluminense foi construída na etapa final. Antes do intervalo, o Flamengo foi melhor e abriu o placar com um golaço de Everton Cebolinha. Após o intervalo, o domínio foi Tricolor, que não abriu mão de suas características e virou o placar. O gol da virada foi marcado aos 39 minutos.

+ Veja 40 nomes do futebol brasileiro em último ano de contrato

Flamengo x Fluminense
Flamengo x Fluminense

Pirani comemora gol que decidiu o clássico para o Fluminense (Divulgação/ Fluminense)

Nas semifinais do Carioca, que serão disputadas a partir de domingo, o Fluminense atuará com a vantagem do empate em pontos ganhos e saldo de gols. Ou seja, dois resultados iguais ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols. A definição dos jogos será nesta quinta, com a partida entre Vasco e Bangu, em São Januário. O Flamengo aguarda justamente o resultado do Cruz-Maltino para saber se terá a vantagem na semifinal. Em caso de vitória do time da Colina, o Rubro-Negro cai para 3º na tabela de classificação. Veja a classificação completa clicando aqui.

CLÁSSICO COM NERVOS À FLOR DA PELE

O primeiro empurra-empurra entre os jogadores aconteceu ainda nos primeiros segundos do jogo, resultado de um chute de Gabi, com a bola, em André, após o jogo ser paralisado. O atacante do Flamengo recebeu o cartão. Foi o primeiro lance de um jogo travado, no qual quase nada aconteceu até os 20 minutos, com muitas faltas e interrupções da arbitragem até Cebolinha entrar em campo.

EVERTON CEBOLINHA FAZ FILA E DESENCANTA!

Aberto como ala pela esquerda, Everton Cebolinha foi uma das novidades do time de Vítor Pereira para o clássico. Aos 18 minutos, o camisa 11 recebeu próximo à linha lateral e encarou a marcação de Arías e Samuel Xavier. Depois de invadir a área, ainda cortou Martinelli e Nino antes de finalizar forte, cruzado, sem chances para o goleiro Fábio. Um golaço para abrir o placar no Maracanã: 1 a 0!

Foi o primeiro gol no ano de Everton Cebolinha, que está na briga pela titularidade com Vítor Pereira.

Flamengo x Fluminense
Flamengo x Fluminense

Everton Cebolinha comemorando o gol do Flamengo (Foto: Divulgação / Flamengo)

FLUMINENSE NÃO PROGRIDE E CORRE RISCOS

Se o Flamengo veio com novidades para o clássico, Fernando Diniz mandou o time já conhecido pela torcida. O Fluminense tentou, mas não teve sucesso com a sua estratégia. No toque de bola desde a defesa, o Tricolor não conseguiu progredir e correu riscos diante da marcação alta adversária. Fábio e David Braz foram pressionados algumas vezes. Aos 33 minutos, foi André que foi sair com a bola na área e perdeu a posse para Matheus França, que rolou para Gabi fazer 2 a 0.

Os rubro-negros comemoraram demais, os tricolores cercaram Grazianni Maciel Rocha, que foi ao VAR revisar o lance. O árbitro viu falta de França em André na roubada de bola, e o gol foi anulado.

Diante da defesa bem postada do Flamengo, as únicas chances do Fluminense antes do intervalo vieram em finalizações de fora da área, com Germán Cano, e Matheus Cunha, seguro, as defendeu.

CANO DEIXA TUDO IGUAL!

Os primeiros minutos após o intervalo foram na mesma pegada da etapa inicial, com o Flamengo dificultando demais a saída de bola tricolor. Sem abrir mão de seu estilo, o Fluminense enfim conseguiu avançar no toque de bola. Em ótima jogada na qual Martinelli, Pirani e Arías envolveram os adversários, o Tricolor invadiu a área e ficou fácil para Germán Cano. Próximo à marca do pênalti, o artilheiro empurrou para o gol após passe do colombiano, deixando tudo igual aos sete minutos.

O Fluminense cresceu. Cinco minutos depois, Samuel Xavier deu ótimo passe e Cano teve nova chance, mas chutou rente à trave de Matheus Cunha. O impedimento, porém, já havia sido marcado.

Flamengo x Fluminense
Flamengo x Fluminense

Cano comemorando o gol do Fluminense (Foto: Marcelo Gonçalves/ Fluminense)

VÍTOR PEREIRA MEXE E OUVE: "BURRO! BURRO!"

A resposta de Vítor Pereira foi imediata. Sacou Gabigol, Arrascaeta e Igor Jesus para as entradas de Mateusão, Ayrton Lucas e Vidal. Os rubro-negros não gostaram, e xingaram o treinador de "burro". Minutos depois, a torcida pediu a entrada de Matheus Gonçalves, mas Everton Ribeiro foi chamado.

FLUMINENSE PRESSIONA E CHEGA À VIRADA!

Atrás da vitória, o Fluminense foi para cima e ensaiou uma pressão em cima do Flamengo. Arías passou a ser o homem mais acionado, mas não conseguiu criar novas oportunidades claras. Pelo lado do Flamengo, foi Cebolinha quem passou a ter mais liberdade, mas também não concluiu bem os lances. As mudanças de Vítor Pereira, contudo, deixaram o Rubro-Negro ainda mais defensivo.

A virada tricolor veio aos 39 minutos e, claro, teve as participações de Arías e Cano. O colombiano cobrou falta na área, o argentino, na segunda trave, chutou para o meio da área. A bola cruzou mais uma vez a área rubro-negra até chegar em Pirani, que chutou cruzado. Fluminense na frente: 2 a 1!

CONFUSÃO GENERALIZADA E FESTA TRICOLOR!

Após o gol, a bola praticamente não voltou a rolar no Maracanã. Aos 42, Gerson fez falta em Lima e chutou a bola no adversário caído. Confusão generalizada no gramado, com invasão dos reservas. Foram quase oito minutos de paralisação, três cartões amarelos e cartão vermelho para Felipe Melo. O volante tricolor, que havia substituído Cano, atuou por menos de dois minutos no clássico.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1X2 FLUMINENSE

Estádio:
Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 08 de março, às 21h10 (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Michael Correia
Árbitro de vídeo: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Renda/Público: N/D.

Gols: Everton Cebolinha (1-0, 18'/1ºT), Germán Cano (1-1, 7'/2ºT) e Gabriel Pirani (1-2, 39'/2ºT)

Cartão amarelo: Gabi, Pablo, Matheus Cunha, Pablo e Vidal (FLA); Fernando Diniz, Jhon Arías e Lima, (FLU)
Cartão vermelho: Felipe Melo (FLU)

FLAMENGO (Técnico: Vítor Pereira)

Matheus Cunha; Pablo, Rodrigo Caio e Léo Pereira (Fabrício Bruno, 26'/2ºT); Matheuzinho, Igor Jesus, Gerson e Everton Cebolinha; Matheus França (Everton Ribeiro, 31'/2ºT), Arrascaeta (Ayrton Lucas, 20'/2ºT) e Gabi (Mateusão, 20'/2ºT).

FLUMINENSE (Técnico: Fernando Diniz)

Fábio; Samuel Xavier, Nino, David Braz (Gabriel Pirani, Intervalo) e Alexsander; André, Martinelli (Allan, 26'/2ºT), Ganso (Giovanni, 33'/2ºT) e Jhon Arias; Keno (Lima, Intervalo) e Germán Cano (Felipe Melo, 42'/2ºT).