Fluminense vence Vasco, quebra jejum e se classifica para final do Carioca

Fluminense vence Vasco, quebra jejum e se classifica para final do Carioca

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O Fluminense é o primeiro time garantido na final do Campeonato Carioca. Mesmo jogando com a vantagem do empate neste sábado (22), no Maracanã, o time se impôs diante do Vasco, venceu o rival por 3 a 0 e garantiu a classificação na grande decisão do Estadual. Richarlison, Wellington Silva e Léo marcaram os gols do Tricolor.

Com o resultado, o Fluminense quebrou um incômodo jejum que durava desde 2013: o clube das Laranjeiras não sabia o que era vencer o Cruzmaltino no Maracanã desde que assinou o acordo com a Odebrecht pela concessão do estádio e colocou sua torcida à direita das cabines de rádio e TV –motivo de disputa entre os rivais.

Classificado, o time do técnico Abel Braga aguarda agora o vencedor do duelo entre Flamengo e Botafogo, neste domingo (23), novamente no Maracanã. O Flamengo tem a vantagem do empate. As finais do Carioca ocorrem em dois jogos -dias 30 de abril e 7 de maio.

JOGO

Mesmo com a vantagem do empate, o Fluminense foi quem buscou o jogo nos primeiros minutos. Com um Vasco recuado, o tricolor pressionou e teve até um pênalti a seu favor (Douglas sobre Wellington) não marcado, logo aos 10 minutos. Na sequência do lance, Henrique salvou dois chutes dentro da pequena área -Martín Silva já tinha feito outra boa defesa.

Após a parada técnica dos 20 minutos, o Vasco se encontrou no jogo. Aproveitando os espaços no contra-ataque, criou três chances claras de gol, mas esbarrou na pontaria de Gilberto e nas boas defesas de Diego Cavaliei. Mesmo com toda a movimentação dos 45 minutos iniciais, a primeira etapa terminou zerada.

O equilíbrio do primeiro tempo ficou pelo caminho rapidamente no segundo tempo. Novamente pressionando o rival desde o início, o Fluminense precisou de apenas dez minutos para resolver o jogo. Richarlison, aos 5 minutos, e Wellington Silva, aos 10, fizeram 2 a 0. O time de São Januário de desequilibrou, ficou com um jogador a menos e perdeu qualquer chance de reação. Sem tirar o pé do acelerador, a equipe do técnico Abel Braga ainda fez mais um gol para selar sua vaga na final do Estadual: Léo, aos 26 minutos, de cabeça.

FLUMINENSE

Diego Cavalieri; Lucas, Henrique, Renato Chaves e Léo; Orejuela, Wendel (Lucas Fernandes) e Sornoza; Wellington Silva (Marcos Jr.), Pedro (Marquinho) e Richarlison

T.: Abel Braga

VASCO

Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques, Rodrigo e Henrique (Escobar); Jean, Douglas, Yago Pikachu (Thalles), Nenê e Guilherme; Luis Fabiano (Wagner)

T.: Milton Mendes

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Diego Luiz Couto Barcelos

Público/Renda: 20.092 pagantes/R$ 832.320,00

Cartões amarelos: Lucas (FLU); Jean, Henrique e Nenê (VAS)

Cartão vermelho: Douglas (VAS)

Gols: Richarlison, aos 5 minutos do segundo tempo; Wellington Silva, aos 10 do segundo tempo; e Léo, aos 26 minutos do segundo tempo (FLU)