Fluminense se despede da temporada em ascensão, busca bater metas de premiações e luta pelo vice

Com 'Dinizismo' em alta, Fluminense vive melhor momento na temporada (Marcelo Gonçalves/Fluminense)


Com a vaga garantida na fase de grupos da Copa Libertadores, o Fluminense se despede da temporada neste domingo, às 16h, contra o Red Bull Bragantino, no Nabi Abi Chedid. Engana-se quem acha que o Tricolor entrará em campo sem ambições, visto que pode alcançar o vice-campeonato da competição e bater as metas estipuladas no início da temporada.

Em ascensão, a equipe tem mostrado em campo que o 'Dinizismo' tem surtido efeito e que o elenco assimilou de forma concreta o estilo de jogo do técnico. Com posse bola, o Tricolor já soma seis jogos invictos, com 62 gols, o segundo melhor ataque, atrás apenas do Palmeiras. O poderio ofensivo passa pelos 25 tentos de Cano no campeonato e pelos passes decisivos de Arias e Ganso.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro


Caso volte de Bragança Paulista com os três pontos, o Fluminense terá que torcer pela derrota do Internacional. Neste domingo, o time gaúcho medirá forças com o Palmeiras, no Beira-Rio, justamente no mesmo horário em que os cariocas encaram o Massa Bruta. Com a combinação de resultados, o vice-campeonato será uma realidade e engordará o cofre tricolor.

Cabe salientar que a meta de premiações da temporada estipulada no balanço orçamentário do início da temporada é de R$ 67,2 milhões (no momento somou R$ 26,9 milhões). Com isso, o Tricolor terá que terminar a competição em, no mínimo, terceiro lugar para receber os R$ 40,5 milhões. Se ficar com o vice, receberá R$ 42,7 milhões.

No atual momento, o Fluminense já somou R$ 5,5 milhões da Pré-Libertadores, R$ 4,3 milhões da fase de grupos da Sul-Americana e R$ 16,8 milhões até a semifinal da Copa do Brasil. Vale lembrar que o time foi campeão carioca, porém a competição não teve premiação.

+ Cano vive dias decisivos por recordes e marcas históricas pelo Fluminense


Para o duelo deste domingo, Fernando Diniz não poderá contar com seu maestro: Paulo Henrique Ganso. Matheus Martins, que deve se despedir do clube em direção à Udinese, da Itália, e Nathan disputam a vaga no camisa 10. O discurso do treinador rechaça qualquer acomodação nesta última rodada, segundo disse o zagueiro Nino.

– Realmente é algo cobrado pelo professor, mas cobrado por todos jogadores também. Temos consciência de que fizemos uma ótima temporada e estamos empenhados em deixar uma última boa impressão para o nosso torcedor e para todos que acompanham e gostam do nosso trabalho. Conseguimos o objetivo de ir para Libertadores, mas como grupo sonhamos mais. E sabemos que cada jogo é importante para crescer como time - afirmou o defensor.

O Fluminense já conseguiu outro feito relevante na temporada. Essa é a melhor campanha do clube desde o tetracampeonato. Desde 2012, as melhores campanhas do Tricolor haviam sido o quinto lugar, de 2020, e o sexto, em 2014. Contudo, com o tropeço do Flamengo para o Juventude, a equipe terminará entre os quatro primeiros do campeonato.

+ Fluminense homenageia ídolo Assis, carrasco rubro-negro, que completaria 70 anos neste sábado

Na história do Brasileirão de pontos corridos, a melhor campanha tirando os dois títulos (2010 e 2012) foi o terceiro lugar de 2011. Por isso, caso consiga ultrapassar o Colorado, o Fluminense será vice-campeão da competição nacional e 'engordará' ainda mais os cofres da temporada.

Confira a premiação Brasileirão 2022 posição por posição

1º colocado: R$ 45,0 milhões
2º colocado: R$ 42,7 milhões
3º colocado: R$ 40,5 milhões
4º colocado: R$ 38,2 milhões
5º colocado: R$ 36,0 milhões
6º colocado: R$ 33,7 milhões
7º colocado: R$ 31,5 milhões
8º colocado: R$ 29,2 milhões
9º colocado: R$ 27,0 milhões
10º colocado: R$ 24,7 milhões
11º colocado: R$ 19,3 milhões
12º colocado: R$ 18,0 milhões
13º colocado: R$ 16,6 milhões
14º colocado: R$ 16,2 milhões
15º colocado: R$ 15,7 milhões
16º colocado: R$ 15,2 milhões