Fluminense pode fechar maratona em agosto com apenas uma vitória e frustrações

·3 minuto de leitura


O Fluminense não tinha vida fácil pela frente em agosto. Recheado de decisões e partidas contra adversários complicados, a equipe acabou se complicando em todas as competições que disputou. Na Libertadores, a única vitória do mês foi na volta das oitavas de final, contra o Cerro Porteño (PAR), por 1 a 0, no Maracanã. Depois disso, eliminação na competição após dois empates com o Barcelona de Guayaquil (EQU) e três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, brigando contra o rebaixamento.

+ Kayky é mais um! Relembre joias de Xerém que deixaram o Fluminense nos últimos anos

Na Copa do Brasil, como visto na última quinta-feira, o Tricolor saiu atrás após perder para o Atlético-MG no Rio de Janeiro por 2 a 1 e agora precisará lutar pelo resultado no Mineirão, dia 15 de setembro. Se agosto foi complicado, o próximo mês não fica para trás. Ainda há a partida com o Bahia, nesta segunda-feira, às 19h, no Maracanã, para fechar este balanço.

Mas, em setembro, o Flu terá o jogo atrasado com o Juventude no dia 2, quinta, às 19h, depois pega a Chapecoense, dia 7, às 21h30 e o São Paulo dia 12 às 20h30. A volta com o Atlético-MG será dia 15, às 19h. Depois disso, o Fluminense visita o Cuiabá no dia 19 e recebe o Red Bull Bragantino dia 26, quando passa a ter mais tempo de descanso.

Veja a tabela do Brasileirão

Um dos pontos mais preocupantes neste momento tem sido a defesa, com 11 gols sofridos nos oito jogos. O ataque também não tem sido um ponto positivo, já que, mesmo com a demissão de Roger Machado, o setor segue passando por problemas para criar mais e servir Fred na frente. São oito gols marcados, sendo cinco deles pelo camisa 9 de pênalti.

Em adição a isso tudo ainda houve a demissão de Roger para a efetivação de Marcão. A escolha pelo auxiliar passou também pelo fato de ele já conhecer o elenco e da adaptação ser menos brusca do que caso o clube buscasse outro nome no mercado. Mesmo com algumas mudanças já visíveis, o ídolo tricolor esbarra em um problema que seu antecessor também tinha: a falta de tempo para treinar. Ainda assim, é preciso promover mudanças urgentes para o Flu voltar aos trilhos.

- Tivemos uma atenção na última semana mais focada no setor defensivo, mas não só ali. Nossa marcação começa ali da frente. Temos que entender que a ajuda começa do Fred. Nossa equipe estava mais próxima, mais ligada e deixamos nosso zagueiro em condições de fazer a melhor cobertura, estar na bola. Nosso setor defensivo fez uma partida muito boa, sempre tocando na bola. Vamos tentar repetir isso minimizando os erros para zerar nosso gol - afirmou Marcão após o empate com o Atlético-MG em sua estreia.

Depois da derrota, o Fluminense se reapresentou no CT Carlos Castilho nesta sexta-feira já visando a partida contra o Bahia, na segunda-feira, às 19h, no Maracanã. O confronto será válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos