Fluminense lamenta a morte de Ian Matos, atleta olímpico dos saltos ornamentais

·1 min de leitura


O Fluminense divulgou uma nota lamentando a morte do atleta dos saltos ornamentais Ian Matos, nesta terça-feira, aos 32 anos. Ele estava internado na Casa de Saúde São Bento, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, desde o fim de outubro para tratar uma infecção na garganta. Posteriormente, a bactéria se alojou no esôfago e, em seguida, no pulmão.

Ian Matos chegou ao Fluminense em 2014 e representou o clube em diversas competições nacionais e internacionais. Nascido em Mauná, no Pará, o atleta disputou os jogos Olímpicos Rio 2016 e os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011, Toronto 2015 e Lima 2019. Ele foi um dos primeiros atletas de alto rendimento do país a assumir que era homossexual e lutava por respeito ao movimento LGBQTIA+.

Este ano, Ian conquistou a quarta colocação no Campeonato Sul-Americano, em março, e chegou a disputar uma vaga nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, mas acabou ficando fora da competição. O clube carioca prestou solidariedade aos familiares e amigos.

Em novembro, amigos e familiares de Ian organizaram uma vaquinha virtual para que os irmãos e a mãe dele pudessem estar com ele durante o tratamento. A meta inicial era de R$ 10 mil, mas o valor superou R$ 17 mil em poucos dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos