Fluminense goleia Madureira de virada e evita Fla-Flu na semi do Carioca

·3 minuto de leitura
RIO DE JANEIRO, RJ 25.04.2021 : FLUMINENSE X MADUREIRA. Bobadilla faz o gol de desempate para o Flu - Partida entre Fluminense x Madureira, válida pela 11a rodada da Taça Guanabara do Campeonato Carioca 2021, no Estádio do Maracanã. (Foto: FELIPE DUEST/PHOTOPRESS/Folhapress)
RIO DE JANEIRO, RJ 25.04.2021 : FLUMINENSE X MADUREIRA. Bobadilla faz o gol de desempate para o Flu - Partida entre Fluminense x Madureira, válida pela 11a rodada da Taça Guanabara do Campeonato Carioca 2021, no Estádio do Maracanã. (Foto: FELIPE DUEST/PHOTOPRESS/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Fluminense venceu o Madureira de virada (4 a 1), na manhã deste domingo (25), no Maracanã, e terminou a Taça Guanabara na segunda colocação.

Jogando com o time praticamente todo reserva, o Tricolor das Laranjeiras saiu atrás no primeiro tempo, mas virou a partida com gols dos recém-chegados Abel Hernández e Bobadilla. Nos acréscimos do jogo, Paulo Henrique Ganso e Gabriel Teixeira fecharam a conta.

Com a vitória, o Flu alcançou os 22 pontos e escapou de rever o Flamengo na semifinal do Campeonato Carioca. Agora, os confrontos da semifinal estão definidos assim: Flamengo x Volta Redonda e Fluminense x Portuguesa-RJ.

Além das estreias de Manoel e Bobadilla, o Flu contou com jogadores recém-chegados em campo. Como era de se esperar, o entrosamento ficou longe de ser o ideal. Cazares atuou aberto nos dois lados, mas sua ausência no meio contribuiu para a falta de criatividade no setor.

Não à toa, a única chance real de gol dos anfitriões no primeiro tempo saiu na cabeçada de Danilo Barcelos, após falta cobrada por Cazares.

O primeiro tempo teve pouca emoção com a bola rolando, e as melhores chances saíram nas jogadas pelo alto. Em uma delas, Hudson não conseguiu afastar a falta cobrada pela direita e o artilheiro Luiz Paulo acabou colocando o Madureira em vantagem. Pouco depois do gol, Matheus Ferraz falhou na frente do atacante, que isolou na finalização e saiu de campo lesionado logo em seguida.

VIRADA

A partida melhorou no segundo tempo, pelo menos em termos de chances criadas. Em uma jogada rara no jogo, Abel recebeu lançamento pela direita, sofreu o pênalti e converteu para igualar o placar, marcando também seu primeiro gol com a camisa do Flu. Pouco mais de dez minutos depois, Bobadilla aproveitou o rebote dentro da área e não perdeu a chance de virar a partida.

Na etapa final, o Madureira ainda carimbou o travessão e viu Marcos Felipe fazer uma defesaça em uma finalização rasteira. Com mais espaços para jogar, o Flu também criou outra ótima chance com Abel, que parou na boa defesa do goleiro adversário.

No final da partida, ainda deu tempo de sair mais dois gols do Flu com as peças que vieram do banco de reservas. Ganso iniciou a jogada para Danilo Barcelos e recebeu de volta, cabeceando no contrapé do goleiro. Também nos acréscimos, o meia ofereceu a assistência para o garoto Gabriel Teixeira marcar um golaço de categoria e fazer seu primeiro gol com a camisa do Flu.

FLUMINENSE

Marcos Felipe, Samuel Xavier, Manoel, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Wellington, Hudson (Yago Felipe) e Cazares (Caio Paulista); Lucca (Gabriel Teixeira), Bobadilla (Ganso) e Abel Hernández (João Neto). Técnico: Roger Machado

MADUREIRA

Felipe Lacerda, Rhuan (Sampaio), Edmário, Maurício Barbosa e Juninho Monteiro; Feitosa, Rodrigo Yuri e Nivaldo (Caíque Valdívia); Natan (Bruno Santos), Sillas Gomes e Luiz Paulo (Elias). Técnico: Alfredo Sampaio

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Alex Gomes Stefano

Assistentes: Luiz Claudio Reganoze e Carlos Henrique Alves

Cartões amarelos: Lucca (FLU)

Gols: Luiz Paulo, 28'1ºT (0-1); Abel Hernández, 14'2ºT (1-1); Bobadilla, 25'2ºT (2-1); Ganso, 45'2ºT (3-1); Gabriel Teixeira, 48'2ºT (4-1)