Fluminense entende que Fred 'se solidarizou' por demissão de Maurício Souza após homofobia

·2 min de leitura


O Fluminense minimizou o comentário feito pelo atacante Fred na última quarta-feira em uma publicação de Maurício Souza, demitido do Minas Tênis Clube após postagens homofóbicas. O clube entende que o camisa 9 apenas "se solidarizou" com o jogador de vôlei ai comentar "Que loucura! Deus te abençoe!".

Em contato com o LANCE!, o clube afirmou entender que Fred respondeu apenas à mensagem de desligamento de Maurício do Minas, se solidarizando pela demissão e sem fazer juízo de valor.

Na postagem, o central comunicou que não atuava mais pelo Minas, fez agradecimentos e afirmou que segue o caminho "plantando o que acredito, meu legado continua! O que deixarei para meus filhos e netos é o que conta no final".

Veja a tabela do Brasileirão

​Nos últimos anos, o Fluminense tem feito cada vez mais campanhas de engajamento em causas sociais, como na prevenção ao suicídio ao longo de setembro, além do racismo e também no Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, em junho. Na estreia da da nova camisa branca, o clube coloriu os números dos atletas e a faixa de capitão com o arco-íris, assim como o patch com #TimeDeTodos no peito.

Vale lembrar que Samuel Xavier foi acusado de ter sido homofóbico após postagem nas redes sociais na véspera desta campanha do Fluminense. O clube, porém, afirmou na época ver um ambiente seguro para a comunidade LGBTQIA+ e exaltou as campanhas feitas.

Mauricio Souza Volei
Mauricio Souza Volei

Fred comentou na publicação de Maurício (Foto: Reprodução / Instagram)

O assunto vem sendo repercutido ao longo da semana após uma publicação de Maurício de cunho homofóbico nas redes sociais. O Minas publicou um comunicado, na segunda-feira, dizendo ser um clube apartidário e contrário qualquer manifestação homofóbica, mas sem anunciar nenhuma punição ao central. Na terça-feira, os dois patrocinadores do time masculino do Minas – Fiat Automóveis e Geradau – soltaram comunicados exigindo uma atitude mais severa contra o jogador por parte do Minas.

Poucas horas depois, no início da noite de terça-feira, o clube mineiro anunciou que Maurício Souza seria afastado por tempo indeterminado, multado e que teria sido orientado a postar uma retratação. O jogador de desculpou em sua conta no Twitter, onde tinha apenas 50 seguidores. Na quarta, Maurício Souza publicou um vídeo no Instagram pedindo novamente desculpas por dizer o que acredita e nos dias seguintes culpou "a turma da lacração" pela demissão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos