Fluminense empata com o Brasil de Pelotas e avança na Primeira Liga

O Fluminense garantiu a classificação para a próxima fase da Primeira Liga ao empatar por 1 a 1 com o Brasil de Pelotas, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias. O Tricolor terminou empatado na classificação com a equipe gaúcha, mas acabou beneficiado pelos critérios de desempate por ter menos cartões vermelhos do que o adversário.

Mesmo representado por uma equipe reserva, o Tricolor das Laranjeiras foi superior durante a maior parte do jogo, mas desperdiçou muitas oportunidades e acabou se contentando com o empate. O Brasil foi muito lutador, mas não mostrou talento para sair com a vitória.

O jogo – Diante de um público muito pequeno, o Fluminense iniciou a partida no ataque e, antes do primeiro minuto, Henrique Dourado chutou, a bola desviou na zaga e o goleiro Eduardo Martini fez fácil defesa. Aos quatro minutos, Dourado voltou a aparecer bem, em nova conclusão que levou perigo para o gol do time gaúcho. Logo depois, Marcos Junior, em posição legal, acertou a trave, mas a arbitragem invalidou o lance.

O Fluminense dominava completamente a partida e, aos nove minutos, o lateral Renato invadiu pela direita e chutou para fora, quando Henrique Dourado esperava o passe na área.

O Brasil encontrava dificuldades para sair da defesa por causa da pressão do time carioca, mas no primeiro ataque organizado, aos 20 minutos, marcou o primeiro gol do jogo. Após cobrança de escanteio, a zaga tricolor afastou mal e Juninho pegou de primeira para chutar sem chances de defesa para Diego Cavalieri.

Dois minutos depois, o time dirigido por Abel Braga quase chegou ao empate, mas a cabeçada de Henrique Dourado foi bem defendida por Eduardo Martini.

O Fluminense seguia buscando o empate e, aos 33 minutos, lançado por Henrique Dourado, Marcos Junior finalizou e exigiu grande defesa do arqueiro rival. Aos 38, Danielzinho cruzou e Henrique Dourado, sem marcação, cabeceou para fora, desperdiçando outra oportunidade.

Só aos 42 minutos é que a equipe gaúcha voltou a aparecer com perigo na área carioca. Rodrigo Silva fez boa jogada individual, passando por Calazans e Reginaldo, mas bateu fraco, facilitando a defesa de Diego Cavalieri. Nos acréscimos, Juninho perdeu grande chance de ampliar a vantagem. Ele foi lançado na corrida, bateu Calazans, mas chutou para fora quando estava diante de goleiro tricolor.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com mais agressividade e, logo aos três minutos, Eduardo Martini fez boa defesa em conclusão de Marquinho.

Aos cinco, o Tricolor das Laranjeiras marcou o gol do empate. Maranhão investiu pela esquerda e cruzou para a cabeçada certeira de Danielzinho. Foi o primeiro tento marcado por Danielzinho como profissional.

O Fluminense melhorou com a entrada de Maranhão, que arriscava jogadas individuais e causava grande confusão na defesa gaúcha. Aos 17 minutos, o time carioca quase desempatou em conclusão de Marcos Junior, após receber bom passe de Danielzinho.

O jogo ficou equilibrado, mas com poucas jogadas de área. Só aos 37 minutos é que a torcida voltou a se agitar. Rodrigo Silva chutou, a bola desviou na zaga e quase enganou Diego Cavalieri. Precisando da vitória, o time de Pelotas aumentou a pressão em busca do segundo gol, mas o Fluminense conseguiu segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-RJ 1 X 1 BRASIL DE PELOTAS-RS

Local: Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ)

Data: 26 de abril de 2017 (Quarta-feira)

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel (MG)

Assistentes: Marcio Eustáquio Souza Santiago (MG) e Gianlucca Perrone Vasconcellos (SC)

Cartões Amarelos: Renato, Nogueira, Marquinho, Luiz Fernando e Maranhão (Fluminense); Bruno Lopes e Teco (Brasil de Pelotas)

Gols: FLUMINENSE: Danielzinho, aos cinco minutos do segundo tempo; BRASIL: Juninho, aos 20 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Nogueira, Reginaldo e Marquinhos Calazans; Luiz Fernando, Marquinho e Danielzinho(Pierre); Marcos Junior(Matheus Alessandro), Lucas Fernandes(Maranhão) e Henrique Dourado

Técnico: Abel Braga

BRASIL DE PELOTAS: Eduardo Martini; Éder Sciola, Evaldo, Teco e Marlon(Itaqui); Leandro Leite, João Afonso, Nem e Juninho(Marcinho); Rodrigo Silva e Bruno Lopes(Aloisio)

Técnico: Rogério Zimmermann