Fluminense divulga balancete do primeiro trimestre de 2022

Eleição para presidência do Fluminense será neste sábado (Lucas Merçon/FFC)


O Fluminense divulgou o balancete referente ao primeiro trimestre de 2022. O documento foi publicado no portal da transparência e apresentou uma redução em R$ 11 milhões do total do passivo e patrimônio líquido em comparação com o ano de 2021. Em relação a 2020, a redução foi de R$ 41 milhões. Vale destacar que o passivo sofreu um aumento de 0,35%, em comparação a 2021 e se manteve na casa dos R$ 743 milhões.

O balancete também considera parcialmente as receitas de exibição dos jogos do Brasileirão, que entraram no caixa do Tricolor a partir de maio. Com isso, o total não está no documento.

Além disso, o patrimônio líquido piorou em R$ 13 milhões neste período. No entanto, as projeções apontam que o resultado de 2022 seja positivo. Isso porque o Flu foi o terceiro colocado no Campeonato Brasileiro. Assim, garantiu uma premiação de R$ 40,7 milhões. Outra competição que rendeu prêmios foi a Copa do Brasil. No total, resultou R$ 11,9 milhões de receita adicional, que só foi recebido no segundo semestre. Este período não consta no balancete.

Em relação aos sócios-torcedores, os números também foram positivos. Houve um aumento entre o primeiro e o segundo semestres.

O Fluminense manteve o endividamento controlado e entre 2020 e 2022 reduziu o total do passivo e patrimônio líquido de R$ 499 milhões para R$ 458 milhões.