Fluminense bate uruguaios e abre vantagem na Sul-Americana

O Fluminense derrotou o Liverpool, do Uruguai, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, na estreia das duas equipes na Copa Sul-Americana. Os gols foram marcados por Henrique Dourado e Richarlison, ambos no primeiro tempo do duelo.

Mais de 30 mil pessoas estiveram presentes ao estádio para incentivar o Fluminense e saíram um pouco frustradas com o placar. O time dirigido por Abel Braga  jogou grande parte do segundo tempo com um jogador a mais, e não soube ampliar o marcador.

O jogo de volta acontece no dia 10 de maio, no Uruguai. O Tricolor levará a boa vantagem de poder perder por um gol de diferença, ou até mesmo por dois, desde que balance as redes fora de casa.

O jogo – Apoiado pela torcida, o Fluminense partiu para o ataque, mas levou um grande susto aos 2 minutos. De La Cruz bateu falta, a bola tocou na grama e quase traiu Cavalieri, que fez defesa parcial. No rebote, sozinho, Royón mandou por cima e perdeu uma grande chance.

O jogo foi pegado. Aos 13, em dividida com Vieira, Richarlison simulou ter sido atingido no rosto e os ânimos ficaram quentes no gramado, forçando a intervenção da arbitragem.

Três minutos depois, o mesmo Richarlison investiu pela esquerda, mas foi bloqueado na hora da conclusão. Logo depois, Sornoza cruzou na área, mas Henrique Dourado chegou atrasado.

O Fluminense chegou ao primeiro gol aos 23, quando Wellington Silva arrancou pela direita, ganhou do marcador e cruzou. Dourado se antecipou aos marcadores e tocou com a perna direita para colocar a bola nas redes.

Aos 31, Wendel arriscou da intermediária e assustou o goleiro De Amores, mas a bola saiu. Aos 38, o Tricolor voltou a aparecer na área com perigo, quando Richarlison chutou, a bola desviou na zaga e saiu para escanteio.

Na cobrança, saiu o segundo gol do Fluminense. Após cruzamento de Sornoza, a zaga não conseguiu cortar e Richarlison bateu. A bola tocou em Aprile e enganou o goleiro: 2 a 0.

O time dirigido por Abel Braga quase marcou o terceiro aos 41, em chute violento de Orejuela, que encobriu o travessão. No último lance do primeiro tempo, Renato Chaves cabeceou e mandou a bola para fora.

O segundo tempo começou com o mesmo panorama da etapa inicial. Logo aos 4, a situação se complicou para o Liverppol. Após cruzamento na área carioca, o zagueiro Henrique foi atingido por um chute no rosto desferido pelo volante Gonzalo Freitas. O jogador uruguaio recebeu cartão vermelho.

Aos 8, o goleiro De Amores apareceu bem para impedir que o cruzamento do lateral Lucas chegasse ao atacante Henrique Dourado. Um minuto depois, Lucas cruzou e Wellington Silva pegou de primeira, mas a bola passou longe do gol uruguaio.

Apesar da vantagem numérica, o rendimento do Fluminense era inferior ao apresentado no primeiro tempo. Apesar do apoio da torcida, o time não mostrava a mesma vibração. Só aos 23 minutos o time chegou, com chute forte de Sornoza, que passou perto da trave esquerda.

Para tentar tornar o time mais agressivo, Abel Braga trocou Henrique Dourado por Pedro e Wellington Silva por Lucas Fernandes. E os substitutos deram logo o ar da sua graça. Aos 31, Lucas Fernandes cruzou e Pedro cabeceou com muito perigo.

Depois das mudanças, o Fluminense voltou a pressionar e Richarlison quase surpreendeu De Amores com um chute cruzado, mas o goleiro do Liverpool conseguiu fazer a defesa.

Aos 44 minutos, após cruzamento na pequena área, Renato Chaves cabeceou e Pedro não conseguiu alcançar a bola, na última boa chance dos cariocas. Mesmo sem fazer o terceiro, a equipe saiu de campo com boa vantagem para a volta.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-BRA 2 X 0 LIVERPOOL-URU

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 5 de abril de 2017 (Quarta-feira)

Horário: 21h45(de Brasília)

Árbitro: Eber Aquino (Paraguai)

Assistentes: Juan Zorrilla (Paraguai) e Darío Gaona (Paraguai)

Público: 34.017 pagantes

Cartões Amarelos: Richarlison, Wellington Silva, Henrique Dourado (Fluminense) ;Almeida, Royon (Liverpool)

Cartão Vermelho: Gonzalo Freitas (Liverpool)

Gols: FLUMINENSE: Henrique Dourado, aos 23, e Richarlison, aos 39, minutos do primeiro tempo.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé(Marquinho Calazans); Wendel, Jefferson Orejuela e Júnior Sornoza; Wellington Silva(Lucas Fernandes), Henrique Dourado(Pedro) e Richarlison

Técnico: Abel Braga

LIVERPOOL-URU: De Amores, Rodales, Platero, Martín Díaz e Almeida; Gonzalo Freitas, Santiago Viera, Latorre e Aprile(Martinez); Royón(Cantera) e De la Cruz(Gustavo Vieira)

Técnico: Alejandro Bertoldi