Fluminense aguarda Fábio, ex-Cruzeiro, no Rio para realizar exames médicos e encaminhar contratação

·2 min de leitura

O Fluminense está próximo de acertar a sua oitava contratação para a temporada 2022. Trata-se do goleiro Fábio, ex-Cruzeiro, que tinha negociação encaminhada para acertar com o América-MG, mas o atleta de 41 mudou de planos e está bem perto de ser o novo reforço tricolor.

Fábio é aguardado no Rio de Janeiro nesta quarta-feira para realizar exames médicos e, se aprovado, assinará contrato de um ano com o Fluminense. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista Gabriel Amaral, do Raiz Tricolor, e confirmada pelo GLOBO.

O Fluminense repensou o investimento em um goleiro após Marcos Felipe testar positivo para Covid-19. Há o entendimento de que é preciso ter três goleiros prontos para disputar uma decisão de Libertadores. Muriel também é bem avaliado, mas o avanço da doença fez a diretoria repensar a contratação.

Atualmente, o tricolor conta com Muriel, Pedro Rangel e Gustavo Ramalho para a posição. Os últimos dois, no entanto, sequer estrearam pelo profissional. Internamente, o Fluminense avalia positivamente a situação física do goleiro. O técnico Abel Braga e o atacante Fred, que trabalharam com Fábio recentemente, também consideram uma boa oportunidade.

No último dia 5 de janeiro, Fábio de 41 anos, anunciou que não permaneceria no Cruzeiro para a próxima temporada. Sem acordo quanto ao tempo de renovação, ele se despediu após 17 anos no clube e próximo de completar mil jogos — faltariam 24 partidas para o maior ídolo recente do time celeste atingir a marca.

Fábio havia renovado o seu contrato no fim de 2021 para mais uma temporada, mas com a nova gestão, todos os acordos estão sendo revisados para atender um teto salarial que o Cruzeiro pretende trabalhar daqui para frente. Em nota, ele esclareceu seu lado na negociação.

"Tentei com todo meu coração permanecer no Cruzeiro. Meu desejo é permanecer até dezembro de 2022. A renovação do meu contrato foi acertada com o clube, através do presidente Sérgio Rodrigues em novembro de 2021, que inclusive anunciou publicamente, faltando apenas as assinaturas dos documentos negociados. Mas esta nova administração não me deu mais esta opção. Quero deixar claro que aceitaria a readequação ao novo teto salarial, mas essa nova administração também não me deu essa opção", iniciou Fábio.

Fábio destacou que aceitaria reduzir o salário de R$ 350 mensal, mas que a nova administração, capitaneada por Ronaldo Fenômeno, "não lhe deu mais essa opção". Anteriormente, o goleiro pediu garantias de que receberia as dívidas do passado para seguir na Toca da Raposa II, uma vez que tem pendências desde 2019.

O goleiro estava nos planos da comissão técnica para a temporada, mas precisava de um acerto financeiro para seguir com o elenco. Para seguir, Fábio precisava resolver a redução salarial e também a dívida milionária referente a atrasos salariais. Como a dívida pertencia ao Cruzeiro associação e não à SAF, não houve acordo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos