Fluminense é condenado a pagar R$ 814 mil ao goleiro Júlio César

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Fluminense foi condenado pela Justiça a pagar R$ 814.583,56 por dívidas com o goleiro Júlio César, atualmente no Grêmio. A sentença foi dada pela juíza Nelie Oliveira Perbelis, no Tribunal Reginal do Trabalho do Rio de Janeiro. A informação foi publicada inicialmente pelo site "Esporte News Mundo".

O valor é relativo a verbas rescisórias não pagas (R$ 195.157,48), 37 parcelas do FGTS não depositadas (R$ 259.086,37), não pagamento das verbas rescisórias incontroversas na primeira audiência judicial (R$ 97.578,74), dois meses de direito de imagem (R$ 103.700,00) e multa (R$ 112.738,36). Deste total, 10% são de honorários advocatícios. O processo corria na Justiça desde o início deste ano e ainda cabe recurso.

Júlio César jogou com a camisa do Fluminense de 2014 a 2018. No início, ele era reserva de Diego Cavalieri, mas acabou ganhando a disputa depois da dispensa do concorrente em 2017. O goleiro defendeu um pênalti na última rodada do Brasileirão de 2018, contra o América-MG, que salvou o Flu do rebaixamento.