Flu explica uso do pó de arroz em vídeo pelo Dia da Consciência Negra

Pó de arroz é tradição nas arquibancadas tricolores (Foto: Divulgação/Fluminense)
Pó de arroz é tradição nas arquibancadas tricolores (Foto: Divulgação/Fluminense)


Em homenagem ao dia em que se comemora a Consciência Negra no Brasil, o Fluminense publicou vídeo nas redes sociais do clube, nesta quarta-feira, em que resgata a história do tradicional uso do pó de arroz nas arquibancadas tricolores.

No material de um minuto de duração, o clube conta como surgiu o hábito cultivado por décadas pelos torcedores, por meio da história do jogador negro Carlos Alberto. No dia 13 de maio de 1914, o atleta jogava contra o seu ex-clube, o América, pela primeira vez. Insatisfeita com o fato dele ter deixado o clube, a torcida americana passou a persegui-lo. Carlos Alberto era conhecido pelo hábito de usar talco nas partidas, após fazer a barba.

Em solidariedade ao atleta, a torcida do Flu passou a usar o pó de arroz nas arquibancadas, transformando as ofensas em algo positivo. O vídeo diz ainda que, por ignorância, torcedores rivais rotularam a atitude erroneamente de racista e homofóbica. No fim, o clube das Laranjeiras reforça ser contra qualquer tipo de preconceito e de estar aberto a todos.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também