Flu empata com o Brasil-RS na Liga e avança graças ao número de cartões

Matheus Dantas
Equipes acabaram a fase de grupos da Primeira Liga empatados em pontos, saldo de gols, gols pró e vitórias, além do confronto direto, mas os gaúchos tiveram um expulso

Por não ter recebido nenhum cartão vermelho, enquanto o Brasil de Pelotas recebeu um, o Fluminense avançou na Primeira Liga. Nesta quarta-feira, os times empataram em 1 a 1 no Los Larios, e, como terminaram a fase de grupos com os mesmos número de pontos, vitórias e, gols pró, a classificação veio no terceiro critério de desempate.

Agora, o Tricolor das Laranjeiras enfrentará Flamengo, Cruzeiro, Inter ou Londrina nas quartas de final. O rival ainda será definido em sorteio.

Pensando no Fla-Flu de domingo, Abel escalou vários reservas e o desentrosamento entre os tricolores estava visível. Daniel, que só tinha atuado 45 minutos até então na temporada, não se encontrou no setor criativo ao lado do experiente Marquinho, que apesar das seguidas chances dadas por Abel Braga, não consegue convencer em campo.

Não se pode dizer que Abel Braga escalou uma equipe totalmente reserva por conta das presenças de Diego Cavalieri e Henrique Dourado. A escalação do Ceifador, que recuperou-se de uma lesão muscular, já foi visando o Fla-Flu. Sem atuar há duas semanas, o camisa 9 passou em branco na primeira etapa, ameaçando a meta de Eduardo Martini em duas cabeçadas.

Cavalieri, por sua vez, pouco tinha trabalhado até os 20 minutos. Quando a defesa do Tricolor não cortou o escanteio, vacilou na marcação de Juninho, o atacante aproveitou a primeira chance do Brasil: 1 a 0. Depois disso, o Xavante só voltou a finalizar com Rodrigo Silva, mas Cavalieri pegou com tranquilidade.

Com a necessidade do empate, Abel mexeu no intervalo. Maranhão entrou no lugar de Lucas Fernandes. Após retornar de empréstimo no início do ano, com status de reforço, o camisa 77 segue sem mostrar grande futebol. Já o substituto fez a diferença. Aberto na direita, Maranhão precisou de cinco minutos para devolver a classificação ao Flu. O cruzamento de pé esquerdo sofreu um leve desvio de Daniel, que comemorou demais. O primeiro gol no time profissional fez bem ao Moleque de Xerém, que cresceu no jogo.

Em um momento da partida, Flu e Brasil estavam empatado até mesmo nos cartões amarelos. Foi então que o Xavante balançou a rede de Cavalieri, mas o impedimento de Rodrigo Silva foi marcado. O 1 a 1 persistiu até o fim e o Tricolor segue na Primeira Liga graças à disciplina dos comandados de Abel Braga.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1x1 BRASIL-RS


Estádio: Los Larios, em Duque de Caxias (RJ)
Data-hora: 26/4/2017, às 19h30
Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel (MG)
Assistentes: Narcio Eustáquio Souza Santiago (MG) e Gianlucca Perrone Vasconcellos (SC)
Renda/Público: Não divulgados.

Cartão amarelo: Renato, Nogueira, Marquinho, Luiz Fernando e Maranhão (FLU); Bruno Lopes, Teco e Leandro Leite (BRA)
Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Juninho (0-1, 20'/1ºT) e Daniel (1-1, 5'/2ºT)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Renato, Reginaldo, Nogueira e Calazans; Luiz Fernando, Marquinho, Daniel (Pierre, 33'/2ºT); Marcos Junior (Matheus Alessandro, 28'/2ºT), Lucas Fernandes (Maranhão, Intervalo) e Henrique Dourado. T: Abel Braga

BRASIL: Eduardo Martini; Éder Sciola, Evaldo, Teco e Marlon (Itaqui, 14'/2ºT); Leandro Leite, João Afonso, Nem; Juninho (Marcinho, Intervalo), Bruno Lopes (Aloísio, 30'/2ºT) e Rodrigo Silva. T: Rogério Zimmermann




























E MAIS: