Florida Cup anuncia a participação do New York City FC na edição de 2020

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação


O New York City Football Club está confirmado na Florida Cup 2020. A equipe, que disputa atualmente a Major League Soccer (MLS), maior divisão de futebol dos Estados Unidos, entrará na vaga antes ocupada pelo Spartak Moscou, da Rússia. O New York City FC se junta a Atlético Nacional (COL), Corinthians e Palmeiras.

A alteração de um dos participantes do torneio no próximo ano ocorrerá porque os vistos de entrada do time russo ao país norte-americano não foram aprovados dentro do prazo estipulado. Diante deste fato, o clube e a organização da Florida Cup entraram em um consenso sobre o risco de aguardar mais tempo e, com isso, prejudicar tanto a intertemporada do Spartak, quanto o torneio que será disputado em janeiro.

O New York City FC vai duelar em janeiro depois da sua melhor temporada na MLS em 2019. A equipe foi semifinalista da Conferência Leste, classificada aos playoffs com a melhor campanha graças a diversos gols do artilheiro brasileiro Héber Araújo. O clube também tem um representante na seleção dos melhores jogadores da Liga neste ano: o meio-campista argentino Maximiliano Moralez.

- Quando você pensa no futebol brasileiro, pensa em Corinthians e Palmeiras. Vai ser uma oportunidade incrível enfrentá-los. Mediremos a força de nossa equipe contra dois dos melhores clubes da América do Sul. Isso vai ser importante não apenas para nos preparamos para a próxima temporada da MLS, mas também para a Liga dos Campeões da Concacaf, onde enfrentaremos equipes com o mesmo estilo de jogo e nível técnico - disse Héber Araújo.

- O crescimento do futebol nos Estados Unidos é notório, e o New York City FC representa essa evolução técnica e profissional da Major League Soccer. Para nós, será uma grande honra receber uma equipe da MLS pela primeira vez na Florida Cup. Certamente, teremos duelos de alto nível proporcionados pelas escolas sul-americana e, agora, também norte-americana no evento de 2020 - afirmou Ricardo Villar, CEO da Florida Cup.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também