Flamengo: Zé Ricardo não mexe tão mal quanto você está pensando

Logo após o Clássico dos Milhões, entre Flamengo e Vasco, no último domingo (26), todas as atenções e debates ficaram focados na trágica atuação do árbitro Luis Antônio Silva Santos. Mas se na resenha sobre o time, torcedores vascaínos reclamaram do temperamento de Luis Fabiano, os rubro-negros começaram a semana ‘cornetando’ o técnico Zé Ricardo.

O principal motivo de insatisfação com o treinador foi a substituição feita aos 86 minutos, quando sacou o colombiano Orlando Berrío para a entrada de Marcelo Cirino. É lógico que o empate do Vasco, em pênalti inexistente que cravou o 2 a 2 no placar final, ajudou a aumentar a revolta dos flamenguistas, mas a reclamação em cima do treinador pode ser considerada injusta.

Em 2017, nenhum time contabilizou mais gols de jogadores que saíram do banco de reservas do que o Flamengo. Ao todo, as mudanças de Zé Ricardo renderam sete tentos flamenguistas (mesmo número do Palmeiras). Os gols foram anotados em jogos da Primeira Liga (nos 2 a 0 sobre o Grêmio), Libertadores (goleada sobre o San Lorenzo) e Campeonato Carioca (nos triunfos sobre Madureira, Portuguesa-RJ, Resende e Bangu).

Ze Ricardo Mancuello Resende Flamengo Carioca 18032017

Mancuello foi o jogador que mais saiu nos jogos em que os reservas entraram e fizeram gols (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo/Divulgação)

O substituto que melhor aproveitou as oportunidades foi o jovem Lucas Paquetá, que entrou nos jogos contra Madureira e Portuguesa; o jogador que mais vezes foi substituído em tais oportunidades foi o argentino Federico Mancuello. Confira a lista abaixo.

GFX Ze Ricardo substituições