Flamengo x Ceará: apoio ao elenco e xingamentos a Landim e Renato dão o tom da arquibancada antes do jogo

·1 min de leitura
Torcida do Flamengo comparecerá em peso na Copa do Brasil (Foto: Gilvan Souza/Flamengo)


Cerca de 40 mil torcedores do Flamengo foram ao Maracanã para assistir ao confronto contra o Ceará, pela 36ª rodada do Brasileiro, marcado para as 20h desta terça-feira. Apenas três dias se passaram após o vice-campeonato da Libertadores, e houve um misto de manifestações antes de a bola rolar.

Quando os jogadores subiram para o aquecimento no gramado, cerca de 30 minutos anteriores ao apito inicial, foram aplaudidos de pé pela torcida. O hino foi cantado, músicas de apoio, mas, em seguida, uma parte entoou o tradicional protesto "time sem vergonha", abafado pouco depois, e puxou o "Não é mole, não! Jogar no Mengo tem que ter disposição".

Além disso, Renato Gaúcho, demitido na última segunda-feira, e o presidente Rodolfo Landim, que concorre à reeleição a mandatário neste dia 4, foram sonoramente xingados por uma ala das arquibancadas. O vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, também foi hostilizado.

Já na hora da escalação, alguns atletas foram vaiados, como Diego Alves, Léo Pereira e Everton Ribeiro. Andreas dividiu reações.

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

Ao todo, 54.098 ingressos foram colocados à venda. O LANCE! transmite o confronto em Tempo Real (acompanhe aqui).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos